Campo

Foto: Divulgação

Representantes da Seagro – Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário discutiram nessa sexta-feira, 17 de junho, com representantes da Embrapa o projeto que prevê a implantação do cultivo do dendê no Tocantins. Na ocasião, Jorge Antonini, da Embrapa Cerrados (de Brasília) e técnicos da Embrapa Pesca e Aquicultura (com sede em Palmas) se reuniram com o subsecretário de Produção de Energias Limpas, Ailton Araújo, e com o secretário executivo da Seagro, Ruiter Padua.

“A Embrapa desenvolve esse projeto de implantação da cultura do dendê em Porto Nacional há cerca de quatro anos e queremos fortalecer essa parceria com o Governo do Tocantins”, afirmou Jorge Antonini, da Embrapa Cerrados. Segundo ele, o óleo de dendê é preciso, pois pode ser utilizado enquanto alimento e também como matéria-prima para produção do biodiesel – fonte de energia renovável.

A Embrapa Cerrados possui núcleos experimentais para a implantação do dendê em novas localidades como o Tocantins. Além do Estado, a Embrapa possui unidades experimentais em Mato Grosso e no Piauí. De acordo Jorge Antonini, as pesquisas mostram que, a partir da irrigação, o dendê também pode ser produzido no Tocantins.

“O Governo tem o maior interesse em apoiar e desenvolver os projetos de geração de energia limpa e o óleo de dendê é uma das matérias-primas mais rentáveis”, afirmou o subsecretário de Energias Limpas. Segundo Ailton Parente, o cultivo do dendê será incluído no plano agroenergético do Estado, que está sendo construído pela Subsecretária de Energias Limpas.

O dendê

O dendê é uma fonte natural de vitamina E, tocofeiros e tocotrienois, que atuam como antioxidantes, sendo que em comparação com outros óleos vegetais, inclusive como de soja que é o mais consumido, o óleo de dendê tem o maior teor de vitamina E. O óleo também é rico em vitamina A e apresenta maior teor desta vitamina que o tomate e a cenoura.

Em termos de rentabilidade na produção, em comparação com a soja, que produz em cada kg/ha540 litros de óleo vegetal, o dendê produz em cada kg/ha 5.000 litros de óleo,destacando-se assim como a oleaginosa com maior potencial produtivo.

O óleo de dendê pode ser utilizado na produção de diversos produtos. No ramo alimentício destaca-se sua utilização para frituras, margarinas, maionese, gorduras vegetais, massa de sorvetes, macarrão instantâneo, biscoitos, achocolatados e outros. Na produção de não alimentícios o óleo também é utilizado na confecção de sabonetes e sabões, insumos para indústrias de PVC, velas, fármacos, cosméticos e biodiesel, entre outros.

Fonte: Assessoria de Imprensa Seagro