Polí­tica

Foto: Divulgação

O senador Ataides Oliveira (PSDB-TO) foi eleito vice-presidente da subcomissão temporária de fiscalização da Copa do Mundo 2014 e dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 no âmbito da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR). A comissão foi instalada na manhã desta terça-feira, 5, com a eleição dos senadores Lídice da Mata (PSB-BA) e Ataídes Oliveira para a presidência e vice-presidência. O senador João Pedro (PT-AM) presidiu a eleição e os discursos dos eleitos focaram na importância que esses eventos esportivos terão no desenvolvimento do turismo no Brasil.

“É toda uma cadeia produtiva do turismo que precisa estar interagindo com o evento Copa do Mundo para que ele possa significar efetivamente um crescimento no número de turistas que visitam o Brasil. Há alguns anos, não conseguimos passar dos 4,5 a 5 milhões de turistas estrangeiros que visitam o país, o que é um desempenho muito abaixo das potencialidades turísticas do Brasil”, afirmou Lídice da Mata.

Já Ataídes Oliveira apontou emprego, distribuição de renda e arrecadação de impostos como alguns dos resultados desses eventos esportivos, mas se disse preocupado com a Medida Provisória 527/11, com a qual o governo criou regras específicas para a licitação de obras relacionadas à Copa das Confederações (2013), Copa do Mundo (2014), Olimpíadas e Paraolimpíadas (2016).

“A criação dessa subcomissão, que irá fiscalizar in loco as obras da Copa de 2014 e das Olimpíadas de 2016, é de importância fundamental. Se alguma coisa estiver errada, nós vamos ter condições de acompanhar e mostrar para o povo brasileiro que esse Parlamento está vigiando como manda a Constituição, mesmo diante da MP 527 que agora chega ao Senado Federal com o objetivo de tornar secreta todos os gastos referentes a Copa, sobre a qual, me adianto e declaro ser contra”, disse.

Fonte: Assessoria de Imprensa Ataídes Oliveira