Polí­tica

Foto: Divulgação vereador Bismarque do Movimento é coordenador do MNLM vereador Bismarque do Movimento é coordenador do MNLM

Durante a sessão na tarde desta quinta-feira, 14, o vereador Bismarque do Movimento (PT) acusou o empresário Carlos Amastha de dar um golpe no poder público e na sociedade.

Segundo Bismarque, houve o repasse de 38 mil m² de área verde mais 50 mil m² de área institucional estadual para a construção do Capim Dourado Shopping. Como compensação ambiental, foi firmado um acordo com o empresário para que se fosse feito o Parque Borboleta Azul, com área total de 160 mil m² perto do shopping. Mas, de acordo com o vereador, nada foi feito apesar do pleno funcionamento do empreendimento.

O vereador apresentou um documento assinado pelo arquiteto Eduardo Mondolfo, um dos responsáveis pela construção do shopping, que se comprometia, em nome de Amastha, a fazer o parque.

“Esse homem (Amashta) não tem vergonha na cara de discutir políticas públicas e não cumprir com o que prometeu. Ele está cometendo ato de improbidade, ele deveria estar na cadeia. Antes de discutir políticas públicas, que ele cumpra com o que foi prometido e faça o parque Borboleta Azul”, disse Bismarque.

O vereador disse ainda que vai encaminhar o documento para o Ministério Público Estadual para que tome as devidas providências quanto à falta de cumprimento do acordo por parte do empresário.

O vereador Milton Néris (PT) apoiou o posicionamento de Bismarque e disse que Amashta adquiriu a área em que foi construído o shopping “a preço de banana”. “Ele (Amashta) comprou aquela área do shopping a preço de banana. Ele não pode nem deve duvidar da lisura da Câmara, que vota matérias de interesse da sociedade, enquanto ele visa apenas o interesse financeiro”, disse.

Plano Diretor

A reação dos vereadores vem depois que o empresário mobilizou a sociedade contra a votação de um projeto que prevê a expansão da área de loteamentos para empreendimentos de grande porte do Plano Diretor de Palmas para além da rodovia TO-050 na confluência da reserva de preservação permanente da Serra do Lajeado.

Convocação

A Câmara de Vereadores de Palmas aprovou um requerimento ainda no mês de março deste ano, de autoria do vereador Bismarque, convocando o empresário Carlos Amastha, presidente do Grupo Skypton e que administra o Capim Dourado Shopping, a prestar esclarecimentos sobre parque ambiental.