Polí­tica

Foto: Antônio Gonçalves  Deputado estadual Paulo Mourão Deputado estadual Paulo Mourão
  •  Eutália Barbosa e Bismarque do Movimento vão mediar um debate com os movimentos sociais

Com a presença do pré-candidato ao governo do Tocantins, deputado estadual Paulo Mourão, a defesa da democracia é tema da Plenária Popular que acontece nesta quinta-feira, 5, a partir das 18h30, no auditório da Escola Municipal Almirante Tamandaré, na quadra 1.306 Sul, em Palmas. Ao lado de Mourão, Eutália Barbosa e Bismarque do Movimento vão mediar um debate com os movimentos sociais e a esquerda do Tocantins.

O objetivo da Plenária Popular em Defesa da Democracia é buscar alternativas coletivas para enfrentar o momento difícil que se encontra a conjuntura política e social nacional, estadual e municipal. “O Brasil e o Tocantins precisa repensar e refletir que não existe país sem democracia e neste momento dramático de profundo desequilíbrio que nosso país e nosso estado vivem temos que reagir de forma civilizada e autônoma, pois não podemos mais permitir os sacrifícios ao nosso povo”, pondera Paulo Mourão.

Conforme o movimento, o convite à população é para ocupar a política e construir alternativas de enfrentamento às graves consequências e prejuízos que esse cenário de crise política no País trouxe para a vida do povo, principalmente para os trabalhadores e trabalhadoras e para os mais pobres. 

Sobre os dirigentes

Paulo Mourão iniciou sua luta em busca da qualidade de vida do povo tocantinense em 1988 quando, incomodado com as desigualdades no recém-criado Tocantins, iniciou um trabalho empenhado em garantir a atuação cidadã na construção de políticas públicas para a melhoria da vida de todas e de todos tocantinenses. Foi deputado federal por quatro mandatos, prefeito de Porto Nacional e se destacou como um dos melhores gestores municipais do País recebendo por duas vezes (2006 e 2008) o Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor. Foi Secretário de Estado de Assuntos Estratégicos e hoje, na Assembleia Legislativa, é presidente da Comissão de Minas e Energia, membro na Comissão de Finanças e vice-presidente na Comissão de Ciência e Tecnologia.

Eutália Barbosa iniciou sua militância na política ainda no movimento estudantil secundarista, compondo os espaços da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES). Foi coordenadora Geral do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Pontifica Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) e coordenou o movimento Fora Collor, em Goiânia, em 1992. Formada em Serviço Social, atuou no Conselho Federal de Serviço Social (CFESS) e no Conselho Regional de Serviço Social de Goiás (CRESS-GO). Atualmente é Presidente do Conselho Regional de Serviço Social do Tocantins (CRESS-TO). Sempre pautou a luta dos movimentos sociais de acesso à moradia, acesso a terra e organizações feministas, como a Marcha Mundial das Mulheres. No governo de Dilma, foi Diretora Nacional de Proteção Social Básica no Ministério de Desenvolvimento Social. Na Gestão da ex Governadora Ana Júlia Carepa (PT), foi Secretária Estadual de Desenvolvimento Social no Pará. Foi Secretária de Assistência Social na Gestão do PT em Palmas.

Na história de luta e resistência política, Bismarque também sempre pautou a luta dos movimentos sociais. Começou sua luta nas entidades eclesiásticas de base da Igreja Católica, lutando pela reforma agrária e desenvolvimento da agricultura familiar. Foi eleito vereador em Palmas com 2.370 votos, pelo Partido dos Trabalhadores (PT), no qual é filiado desde 1987, com apoio dos movimentos sociais. Como vereador apresentou mais de 30 projetos de lei envolvendo políticas públicas de construção de habitação popular em Palmas. Foi dirigente do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), quando começa então a militar nos movimentos de luta pela moradia. Dirigindo a luta do Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM), construiu a quadra 1.306 sul em Palmas e dá continuidade às lutas dos movimentos sociais no Estado.