Polí­cia

Foto: Divulgação

No início da manhã da última terça-feira, 19, equipes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais Complexas (Deic) de Palmas e de Gurupi, agentes do Gote e do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), começaram as buscas na tentativa de capturar os suspeitos de terem assaltado a Agência do Banco do Brasil da cidade de Peixe, na semana passada.

Cerca de 30 policiais civis fizeram busca terrestre na cidade de Palmeirópolis, sul do estado, que fica a 458 km da capital, e em chácaras onde os bandidos teriam se escondido. Já o grupo do CIOPAER fez buscas aéreas em toda a região.

A polícia chegou até o local através de investigações, mas os bandidos já tinham fugido horas antes da chegada dos policiais civis. As buscas na região aconteceram durante toda a manhã.

De acordo com Evaldo Gomes, delegado titular da Deic, as investigações já apontaram alguns suspeitos envolvidos no caso. Agora o trabalho está focado na captura de todos os indivíduos envolvidos no crime.

Segundo as investigações, o assalto pode ter sido praticado pela mesma quadrilha que já cometeu outros crimes semelhantes em outras cidades do Tocantins e em outros estados. Integrantes da quadrilha podem fazer parte da facção criminosa conhecida como Primeiro Comando da Capital (PCC).

Entenda o caso

Na última quinta-feira, 14, quatro homens fortemente armados invadiram a agência do Banco do Brasil de Peixe durante a noite e explodiram o caixa eletrônico instalado na entrada da agência e, posteriormente tentaram explodir o caixa interno. Na fuga os bandidos trocaram tiros com a polícia militar, mas ninguém foi preso.

Fonte: Ascom SSP

Por: Redação

Tags: Evaldo Gomes, Gurupi, Palmeirópolis