Polí­cia

Foto: Divulgação

Durante entrevista coletiva à imprensa na manhã desta quinta-feira, 11, na sede da Delegacia Estadual de Investigações Criminais Complexas – Deic, os delegados esclareceram novos fatos sobre a morte do assistente social Paulo Sérgio Porto, encontrado morto na Capital, no dia 13 de julho.

A coletiva foi concedida pelo delegado titular da Deic, Alberto Carlos Rodrigues Cavalcante e pelo delegado responsável pelo inquérito, Márcio Girotto.

Nesta quinta-feira, 11, foi preso mediante mandado de prisão, Natanael Anderson de Souza Silva Fernandes, 19 anos. As digitais do acusado foram encontradas dentro do veículo de Paulo Sérgio.

De acordo com o delegado Alberto, as investigações da Polícia apontaram Natanael como um dos envolvidos no crime. “As digitais de Natanael foram encontradas dentro do carro do Paulo e as imagens do circuito interno do Banco registraram o acusado realizando o primeiro saque na conta da vítima, no valor de mil reais”, disse Cavalcante.

Natanael confessou a autoria do saque e disse tê-lo realizado a pedido de Neto (Osmar Flausino dos Santos Neto, de 25 anos, preso no dia 02 de agosto pela Polícia Civil). O acusado disse ter recebido R$ 100,00 para realizar a ação. O acusado negou qualquer envolvimento com a morte do assistente social.

A Polícia Civil, segundo o delegado Márcio Girotto, trabalha com a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte). “O próximo passo será colher novo depoimento do Osmar para confrontar com o de Natanael. Também será realizada acareação entre os acusados”, concluiu.

A partir desta quinta-feira, 11, a Polícia Civil tem o prazo de 30 dias para concluir o inquérito. O prazo pode ser prorrogado se necessário. (Ascom SSP)