Polí­tica

Foto: Divulgação

O Plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (30) requerimento do senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) solicitando ao Tribunal de Contas da União (TCU) a realização de auditorias nas entidades componentes do Sistema S: Sesi, Senai, Sesc, Sest, Senat, Senar, Sescoop, ABDI, Apex e Sebrae. As auditorias pedidas são referentes às gestões dos exercícios de 2008, 2009 e 2010.

Em pronunciamentos em Plenário, Ataídes tem cobrado insistentemente transparência na aplicação de recursos públicos no Sistema S. Entre as críticas do senador está o fato de que, apesar de receberem dinheiro do governo para qualificação de trabalhadores, os cursos oferecidos pelo sistema são cobrados. Além disto, Ataídes reclama do critério de aplicação dos recursos: "Semana passada, o SESC inaugurou um prédio de quatro andares, com piscina aquecida na cobertura e teto retrátil no centro da cidade de São Paulo a um preço de R$ 53 milhões. Enquanto isto, no Tocantins e região norte do Goías, muita gente nem sabe o que o Sesc faz!", disse o senador.

De acordo com o requerimento (RQS 1058/11), as auditorias devem abranger análises de itens como balanços patrimoniais; receitas arrecadadas via INSS e Receita Federal; despesas com publicidade, jornalismo e eventos; transferências de recursos; folha de pagamento; e quantidade de pessoas atendidas. "Com esta auditoria vamos saber o que se passa nesse ninho de guacho que é o Sistema S", justificou Ataídes, que devolve amanhã (quarta-feira) o mandato de senador da República ao titular, senador João Ribeiro (PR-TO).

O Estado de São Paulo também repercutiu sobre a aprovação do requerimento do senador Ataides. (Assessoria de Imprensa Ataides Oliveira)