Polí­tica

Foto: Koró Rocha

As eleições municipais de 2012 começam a ganhar corpo e as alianças já estão sendo negociadas visando as prefeituras e câmaras de vereadores. No entanto, algumas conversas entre líderes de partidos começam a gerar desgaste no cenário político tocantinense.

Uma dessas negociações dariam conta de uma aproximação entre o ex-governador Carlos Gaguim (PMDB) e o senador Vicentinho Alves (PR) para a formação parceria na disputa eleitoral em Porto Nacional. De acordo com o deputado Ricardo Ayres (PMDB), Gaguim teria informado à imprensa que estaria em conversações com o senador da base governista para conquistar o Paço Municipal portuense.

Este indicativo de aliança gerou reação no deputado peemedebista que voltou a confirmar seu posicionamento como oposição ao governo Siqueira Campos (PSDB). “Política tem que ser feita com coerência. O PMDB é oposição ao governador e assim temos que permanecer”, completou.

Caso Gaguim insista em manter a possível aliança com o senador Vicentinho, Ayres informou que uma parte "poderosa" do PMDB não o acompanhará. “Ele (Vicentinho) terá o deputado Carlos Gaguim, mas não terá o deputado Ricardo Ayres, o deputado Júnior Coimbra, o senador Marcelo Miranda”, disse, lembrando da candidatura de Miranda ao senado, no ano passado.

Definição cabe ao diretório

Ricardo Ayres frisou que a decisão sobre o apoio a um determinado grupo político na cidade histórica cabe ao conjunto do PMDB que envolve os diretórios estadual e municipal. De acordo com o deputado, “o PMDB tem autonomia e este pensamento não tem a ver com o que é dito hoje, no partido”, completou.