Polí­tica

Foto: Divulgação

O diretório estadual do Partido Social Liberal (PSL), se reuniu na noite de ontem, quarta-feira, 21 para traçar metas visando as eleições 2012. Sob comando do presidente estadual da sigla, Christian Zini Amorim e do secretário e presidente metropolitano, Lucas da Lince, ficou definido o início de um roteiro de reuniões com novos filiados e pretensos candidatos na capital e no interior do Estado.

De olho nas eleições municipais, a reunião do PSL tocantinense visou começar a tratar as estratégias para o fortalecimento do Partido. Segundo o presidente estadual do PSL, Christian Amorim, as decisões da executiva estadual têm como principal objetivo reestruturar e fortalecer o Partido para as eleições.

O Partido pretende conquistar o maior número de prefeituras municipais e ter chapa completa de vereadores, se possível, em todos os municípios tocantinenses, segundo Zini. Hoje o PSL está presente em 100 municípios. “É preciso, urgentemente, que novas lideranças tenham a oportunidade de realizar trabalhos em prol dos municípios” avalia Amorim. Na reunião ficou decidido que os membros do diretório a partir de agora vão intensificar as visitas em busca de novos nomes e novas lideranças.

Nos próximos dias o Partido vai anunciar os novos membros para agregar e concorrer à Câmara de Vereadores de Palmas. Com a possibilidade do aumento das vagas na Câmara o PSL acredita que a sigla possa ocupar cinco cadeiras.

Presença na reunião.

O presidente estadual da sigla, Christian Zini Amorim, o vice-presidente Gil Modesto, o secretário estadual e presidente metropolitano, Lucas da Lince e os membros do diretório estadual: Adão Índio, Dr. Marcos Vidal. Capitão Adroaldo, Rogério Ribeiro, Francisco Bucar, Direitinha, Gerson da Mil Coisas, Joselito do Chambari, Chico Penha, Caico do Táxi e Edvan do Postinho, outros membros do diretório justificaram a ausência. (Assessoria Imprensa do PSL)