Estado

Foto: Clayton Cristus Solange lembrou que as obras de infraestrutura rodoviária do Estado foram iniciadas sem o processo licitatório Solange lembrou que as obras de infraestrutura rodoviária do Estado foram iniciadas sem o processo licitatório

Em breve pronunciamento feito ao final da sessão ordinária da manhã desta quinta-feira, a deputada Solange Duailibe (PT) comentou que foi informada sobre a paralisação dos trabalhos de recapeamento da rodovia TO-050. A deputada ainda lembrou que as obras de infraestrutura rodoviária do Estado foram iniciadas sem o processo licitatório o que gera, segundo ela, maiores irregularidades. “Obra que começa errada, tem tudo para dar errado”, disse.

Já o deputado José Roberto Forzani (PT), informou que as obras foram embargadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego, por conta de falta de condições de trabalho dos operários da empreiteira. “É questão de alojamento, alimentação dos trabalhadores”, disse. Contudo, o deputado, assim como Solange, também frisou que ainda é preciso coletar maiores informações sobre a paralisação.

Obras

As obras de recapeamento das estradas do Tocantins iniciaram depois que o governador Siqueira Campos (PSDB) decretou estado de emergência no setor. Na ocasião, o governador aproveitou o decreto para contratar, sem processo licitatório, as empresas responsáveis por efetivar as obras.

Este fato gerou forte reação da bancada de oposição ao governo que moveu ações no Ministério Público para caçar o decreto de emergência e forçar o governo a abrir processo de licitação para as empresas. O processo ainda está tramitando e aguarda julgamento da justiça.