Turismo & Lazer

Foto: Thiago Sá

O Estado do Tocantins tem potencial para trabalhar, turisticamente, os cinco segmentos existentes no Brasil: Sol e Praia, Ecoturismo e Turismo de Aventura, Cultura, Negócios e Eventos, e Esportes. O grande destaque definido pelo Plano Aquarela 2020, do Embratur-(Instituto Brasileiro de Turismo), para ser promovido internacionalmente e considerado como de alta prioridade, é o produto “Turismo de Aventura” no Jalapão, com atividades de rafting no rio Novo. Considerando a capital do país, Brasília, a 820 km rodoviários e 1h 15min em voo direto + 2h até o Jalapão, é grande a chance de atração de turistas para o roteiro antes e após a Copa do Mundo de 2014.

Como média prioridade para promoção, as pesquisas que embasaram o Plano indicaram o “Ecoturismo no Parque Estadual do Jalapão” e “Pesca Esportiva no Araguaia”, no segmento Esportes. Eles estarão incluídos na cesta de produtos turísticos inseridos no circuito “Descobrir o Brasil”, do MTur que, além de promover os destinos de acordo com seus atrativos mais marcantes, intensifica a promoção turística de algumas das cidades-sede da Copa do Mundo FIFA 2014 e, além dos destinos mais conhecidos, alguns pontos turísticos do interior dos estados que estejam nos arredores destas cidades.

O Plano Aquarela 2020 –Marketing Turístico Internacional do Brasil indicou também os países considerados de alta prioridade para receberem a promoção de destinos brasileiros nas Américas: Estados Unidos, Argentina e Chile. Na Europa, a Alemanha é o escolhido. Esta é uma das estratégias que estão sendo alinhavadas com os órgãos de turismo estaduais e com os prestadores de serviços que formam a cadeia do turismo, em reuniões de trabalho.

Em Palmas, o assessor da presidência do Embratur, Walter Ferreira, afirmou durante seminário acontecido ontem na Adtur, que a divulgação do Brasil no exterior segue programa de Relações Públicas em conjunto com ações de Marketing, que trabalham banco de imagens fornecidas pelos estados. Neste sentido, consolida-se uma grade de produtos turísticos, entre os quais o Jalapão, para grande exposição na mídia. Segundo Ferreira, durante as Olimpíadas de Londres em 2012, o Brasil com suas belezas e potencialidades serão promovidos no Road Show “Casa Brasil”, projeto que aconteceu na Copa da África do Sul e foi sucesso de público.

Metas

O Plano Aquarela, além de posicionar a conquista dos mercados emissores e o perfil dos turistas, também estipula metas numéricas a serem viabilizadas: entrada de 10 milhões de visitantes estrangeiros até 2020, alcançar US,4 bilhões de divisas com gastos dos estrangeiros; aumentar em 500 mil a entrada de turistas internacionais no Brasil durante a Copa do Mundo em 2014 e 380 mil turistas de fora do país durante os Jogos Olímpicos Rio 2016. E consolidar a liderança brasileira como destino turístico na América do Sul.

O seminário “Promoção Internacional do Turismo no Brasil”, que vem sendo ministrado por técnicos do Embratur e Ministério do Turismo em todas as capitais brasileiras, apresentou no auditório da Adtur a Marca Brasil, o Cadastur (Sistema de Cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo), as competências de cada área da Embratur e o SBClass - Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem. Participaram pelo Embratur Walter Ferreira, Kátia Bittencourt e Márcia Dias. E Luiz Valentin Rossi, Coordenador Geral dos Serviços Turísticos do Ministério do Turismo. (Ascom Adtur)