Polí­cia

Foto: Divulgação

Na manhã desta segunda-feira (26), uma grande operação conjunta executada pela Polícia Militar e Secretaria de Segurança Pública foi realizada no Presídio Agrícola Luz do Amanhã, na cidade de Cariri-TO. A Operação contou com 40 policiais militares, 20 agentes carcerários e 10 policiais civis.

A Operação foi determinada pelo ten cel Uzimael, comandante do 4º BPM, em comum acordo com a direção do presídio, após requisição da promotora de Execuções Penais da Comarca de Gurupi, Poliana Alves Julião, que acompanhou os procedimentos. O diretor do presídio, Wendel Antônio Gomides, e o subcomandante do 4º BPM, maj Márcio Barbosa, coordenaram as ações na parte interna.

Todos os pavilhões foram revistados, quando na ocasião os 350 presos do regime fechado foram remanejados para solário. Na operação, um grupo tático armado da Polícia Militar ficou de prontidão na entrada dos pavilhões enquanto policiais portando cães e armas não-letais (taser, tonfa, granadas lacrimogênias e escopeta com muniçõesde borracha) adentraram as celas.

Um buraco na parede lateral da escada do pavilhão 5 foi encontrado sendo observado uma grande quantidade de terra vermelha embaixo da mesma, possivelmente oriunda do túnel encontrado pela polícia no dia 23/09/11. Drogas, armas brancas, aparelhos celulares, ferramenta para escavação e cachaça fabricada pelos próprios detentos foram localizados no interior das celas.

Ao final da operação foram contabilizados os seguintes objetos apreendidos: 07 tabletes de maconha, 02 pedras de crack, 02 cachimbos para fumar crack, 21 chunchos, 06 aparelhos celulares e 06 carregadores, uma labanca utilizada para escavação de túneis, dois aparelhos para tatuagem, dois vergalhões de ferro. (Ascom Polícias Militar e Civil)