Educação

A Ordem dos Advogados do Brasilrealiza três exames de ordem por ano. A aprovação é fundamental para os bacharéis em direito poderem exercer a advocacia. No Tocantins, a aprovação nesse exame, considerado um dos mais concorridos do país, tem melhorado a cada certame. Se compararmos o resultado preliminar dos dois últimos realizados, o crescimento será de 3,12%.

No último exame, o 2011.1, o resultado preliminar divulgado na última sexta-feira, 23, mostra que no Tocantins, o percentual de aprovados foi de 12,41%. Dos 1.047 candidatos que passaram para a segunda fase do exame, 130 foram aprovados, sendo 56 em Palmas, 18 em Gurupi e 56 em Araguaína.

O resultado demonstra um crescimento na aprovação em relação ao exame anterior, o 2010.3, quando apenas 9,29% dos candidatos passaram. Na época, 904 candidatos prestaram o exame e 84 foram aprovados.

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Tocantins, Ercílio Bezerra, defende a realização do exame. “No momento, o Exame de Ordem é o único instrumento que nós temos para aferir as condições que o aluno deixa a faculdade e se habilita a desempenhar a profissão de advocacia. Esse crescimento é bastante positivo, sinal de que a qualidade da educação no ensino superior tem melhorado”, comentou o presidente.

Média nacional
Nacionalmente, a aprovação no Exame da Ordem também registrou aumento, depois de um dos índices mais baixos de aprovação (9,74%), no teste realizado em dezembro. De acordo com o resultado, neste último exame, um total de 18.002 (14,83%) dos 121.309 candidatos passaram.

Lembrando que o resultado do exame 2011.2 é preliminar, em razão do julgamento de mais de 2 mil recursos em todo o país. O número final será divulgado no próximo dia 4 de outubro. (Assessoria de Imprensa OAB)

Por: Redação

Tags: Ercílio Bezerra, Exame de Ordem, OAB