Esporte

Em julgamento que terminou na madrugada desta quarta-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva decidiu anular a partida entre Anapolina e Tocantinópolis, válida pela última rodada da Primeira Fase da Série D. Com a medida, a equipe goiana terá nova oportunidade para obter sua classificação, assumindo, assim, a vaga temporariamente ocupada pelo Itumbiara, também de Goiás. A nova data será remarcada pela CBF

O Tribunal, no entanto, absolveu a equipe de Tocantins e o Itumbiara (interessado direto) da acusação de manipulação do resultado. O embate, realizado no último dia 19, foi encerrado quando ainda faltavam 20 minutos para o término do tempo normal, com o placar registrando 4 a 1 para o quadro goiano.

Os auditores e o relator Marcelo Tavares resolveram, por unanimidade, absolver o Itumbiara, incluso nos artigos 242 (dar ou prometer vantagem indevida a membro de entidade desportiva, dirigente, técnico, atleta ou qualquer pessoa natural mencionada no art. 1º, § 1º, VI, para que, de qualquer modo, influencie o resultado de partida) e 243 (atuar, deliberadamente, de modo prejudicial à equipe que defende).

A mesma decisão aconteceu em relação ao Tocantinópolis, julgado por supostas infrações aos artigos 203 (deixar de disputar, sem justa causa, partida ou dar causa à sua não realização ou à sua suspensão) e 206 (dar causa ao atraso do início da realização de partida ou deixar de apresentar a sua equipe em campo até a hora marcada para o início ou reinício da partida). O clube de Tocantins, no entanto, terá de pagar multa de R$ 10 mil referente ao artigo 205 (impedir o prosseguimento de partida que estiver disputando, por insuficiência numérica intencional de seus atletas ou por qualquer outra forma), cula pena variava de R$ 100 a R$ 100 mil, além da perda dos pontos em disputa a favor do adversário, no caso o Anapolina, que vencera o jogo.

Também julgado por infração ao artigo 206, o Anapolina foi condenado, igualmente por unanimidade, a pagar multa de R$ 7 mil.

Atletas julgados:

Gustavo (Tocantinópolis) – absolvido
Fuzoê (Tocantinópoli) – suspenso por 180 dias
China (Tocantinópolis) – suspenso por uma partida por infração ao artigo 250 e quatro pelo 243-F §1º
Santos (Tocantinópolis) – não houve denúncia
Renatinho (Tocantinópolis) – suspenso por 12 partidas e multa de R$ 5 mil

Entenda o caso

Na rodada decisiva da primeira fase da Série D, Itumbiara e Anapolina disputavam vaga à próxima etapa enfrentando, respectivamente, o Tupi-MG e o Tocantinópolis-TO. Com a derrota do Itumbiara por 1 a 0 para os mineiros, o Anapolina precisava de quatro gols de diferença para se classificar. Com o placar favorável em 4 a 1, o quadro goiano necessitava de mais um tento, mas viu o adversário ficar sem o número mínimo de jogadores permitido (atletas da equipe visitante caíram no gramado e foram retirados posteriormente) a partida ser encerrada antes do término do tempo normal. (Fonte: globoesporte.com)