Estado

Foto: Juliano Ribeiro

O secretário estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, Jaime Café, e o subsecretário de Energias Limpas, Ailton Parente Araújo, se reuniram com o presidente da Associação Brasileira das Empresas de Energias (Abeer), Antonio Granadeiro. Na pauta do encontro, que aconteceu na tarde desta quinta-feira, 6, no gabinete da Secretaria Estadual da Agricultura, a implantação de um sistema de energia solar para os prédios das secretarias de Governo e na praça dos Girassóis. Estima-se que com o projeto de iluminação solar seja reduzido até 60% de consumo de energia.

Ao apresentar o sistema de energia solar, o presidente da Abeer, Antonio Granado, destacou as vantagens econômicas que a iluminação garante no consumo. “Além de reduzir em 60% o consumo, a luminária é de alta qualidade, com durabilidade de 50 mil horas, ou seja, em torno de 11 anos, sem precisar fazer manutenção”, garantiu, acrescentando que o projeto tem capacidade de gerar 10 mega wats de energia solar.

Na ocasião, o secretário Jaime Café disse que se implantado o projeto de energia solar, este se tornaria modelo para todo o Tocantins. “É de suma importância e o Governo do Estado tem interesse neste projeto inovador para reduzir, sobretudo, os gastos públicos”, disse.

Outras vantagens

A iluminação, por meio do sistema de energia solar, garante ainda benefícios como: maior visibilidade à noite, devido a uniformidade e temperatura; tempo de vida útil extremamente grande; ecologicamente correto, com baixo impacto ambiental e livre de metais pesados.

Praça dos Girassóis

A Praça dos Girassóis possui nove secretarias de Estado. A previsão é construir mais três prédios, totalizando 12 secretarias. O sistema de iluminação abrange também os estacionamentos, que atualmente tem 28 estacionamentos centrais, com 38,6 mil metros quadrados e outros 24 laterais, com 13,2 mil metros quadrados. (Ascom Seagro)