Polí­tica

Foto: Edilson Pelikano/Jornal Opção

O ex-governador Marcelo Miranda (PMDB) faz aniversário nesta segunda-feira, 10, e recebe visita de vários aliados e lideranças do interior. Uma missa será realizada à noite na Igreja São José.

Em entrevista ao Conexão Tocantins o ex-governador admitiu que o nome da esposa, ex-primeira-dama Dulce Miranda está sim à disposição do PMDB para composições futuras. “O nome da Dulce está à disposição para discutir um projeto para a capital”, frisou.

No entanto, segundo Marcelo, o casal está empenhado em prol da pré-candidatura do deputado estadual Eli Borges. “Estamos conversando com todos os companheiros, buscando a unidade e agregando também os outros partidos”, disse.

Marcelo frisou que prefere esperar mais para comentar sobre essa possibilidade da Dulce ter uma possível candidatura na capital se assim for o desejo do partido.

Algumas reuniões entre a cúpula do partido inclusive com o presidente regional da legenda, Júnior Coimbra tem acontecido na residência do ex-governador.

Especulações

Enquanto o ex-governador prefere não comentar o assunto crescem as especulações de que o nome de Dulce é um dos mais cogitados no grupo. A ex-primeira-dama chegou inclusive a ser convidada para integrar os quadros de outras legendas como o PP.