Meio Ambiente

Foto: Ascom Cooperfrigu

A influência das crenças e superstições do povo brasileiro na matança dos animais silvestres foi um dos focos da palestra da Companhia Independente da Polícia Militar Ambiental (CIPAMA), apresentada pelo cabo Joarez Soares Barbosa Filho, na última quinta-feira, 13, durante a programação do 7º Projeto Sócio-ambiental Cooperar, realizado pela Cooperativa dos Produtores de Carnes e Derivados de Gurupi (Cooperfrigu).

O representante da Polícia Militar Ambiental explicou, de forma muito descontraída, alguns casos onde pessoas matam animais acreditando em folclores ou lendas sobre curas de doenças, como é o caso dos jabutis, dos tatus, das sucuris e outros bichos da fauna do cerrado.

Joarez pediu a compreensão e colaboração de todos para proteger a fauna e falou também sobre as multas e processos previstos pela lei ambiental, que visa reprimir todos os tipos de caça para evitar a extinção de algumas espécies no Brasil.

Ainda na manhã desta quinta-feira, produtores rurais prestigiaram a palestra ministrada pelo engenheiro florestal do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Maurício Costa, que falou sobre os principais aspectos da legislação ambiental na atividade de pecuária de corte. Costa destacou alguns dados que mostram a importância da pecuária para o crescimento e desenvolvimento do país e ressaltou a necessidade da licença ambiental.

Projeto Cooperar

Iniciado em 2005, o Cooperar visa integrar os cerca de 400 colaboradores da cooperativa, proporcionando lazer, entretenimento, valorização dos profissionais, educação e conscientização ambiental.

O Cooperar conta com a parceria da Creche Maria Madalena, Associação Gurupiense dos Amigos do Basquete (Agab), Banco da Amazônia, OCB/Sescoop/TO, Prefeitura de Gurupi, Secretária Estadual da Cultura, Sistema Sesi/Fieto, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Universidade Federal do Tocantins (UFT), Cipama, Saneatins, Centro Universitário Unirg, Grupo Imperial, Naturatins, Ordem dos Advogados do Brasil/Gurupi, Ministério Público, Abadá Capoeira, Sesc, Sistema Fieto, Spaço 10, Loja Maçônica Amor e Justiça nº2, entre outros. (Ascom Cooperfrigu)