Economia

Foto: Divulgação

Como forma de suprimir a demanda varejista no período que compreende as festas de fim de ano, a vice-prefeita de Palmas e presidente do Comitê Gestor do Pólo de Confecções do Tocantins, Edna Agnolin, se reuniu com cerca de 150 microempresários inscritos no projeto. Em acordo firmado entre os expositores, diversas atrações marcarão duas edições da feira, que acontece entre 01 e 04; e 20 e 23 de dezembro. Em reunião, instituições financeiras parceiras ao projeto garantiram a oferta de crédito para compra de matéria-prima e capital de giro.

Para a presidente Edna, esta é uma oportunidade ímpar para o escôo dos produtos do Polo em época natalina. Conforme ela, a garantia da qualidade, os preços acessíveis e os lançamentos em moda feminina serão marcas das edições. “Trouxemos as financeiras oferecendo juros baixos, para que nossos confeccionistas pudessem inovar nas peças. Esta é a hora certa de investir, pois o período natalino é muito propicio”, ressalta.

Leila Miranda Muradás, presidente da Associação das Indústrias de Confecções do Tocantins, afirma que o Polo tem sido destaque, principalmente nas principais datas festivas. “Estamos trabalhando firme para mostrar o que temos de melhor. O Polo, com o passar dos anos, vem mostrando que está pronto para ousar ainda mais”, lembra a presidente.

Crédito

As linhas de crédito oferecidas por financeiras, como o Banco do Brasil, Banco do Povo e Banco da Gente, irão garantir juros definidos em 0,64 ao mês - exclusivas para confeccionistas e empresários que se inscreveram no Polo de Confecções. O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Ciência e Emprego, José Arcanjo Junior, acredita que é salutar a iniciativa de construir soluções no campo financeiro para os empresários. “Estamos inovando e incentivando os confeccionistas, essa é a nossa função. Agora com esse incentivo, será possível incrementar a produção. O Pólo será um sucesso neste final de ano”, reforçou o secretário. (Assessoria de Imprensa Edna Agnolin)