Polí­tica

Foto: Divulgação Ernane Siqueira informa que mais de 1.200 novos membros integrarão a legenda Ernane Siqueira informa que mais de 1.200 novos membros integrarão a legenda

A meta do PSDB, partido do governador Siqueira Campos e do secretário de Planejamento e Modernização da Gestão, Eduardo Siqueira campos, é ser o segunda maior legenda no número de filiados no Estado, segundo afirmou o presidente regional da sigla, Ernani Soares Siqueira, ao Conexão Tocantins nesta terça-feira, 25.

“Nossa meta é estar entre os dois maiores partidos”, disse o presidente que e também secretário de Indústria, Comércio e Turismo no governo Siqueira. Segundo dados divulgados pelo TSE com base no repasse de informações do partido no Tocantins, o PSDB é o quarto maior atualmente com pouco mais de 17 mil filiados. PMDB, DEM e PP estão à frente do partido, respectivamente.

O presidente conta que mesmo tendo passado o prazo para filiações aos que tenham interesse em disputar em 2012 o partido continua visitando os municípios e buscando mais filiados. “O PSDB está buscando a organização nos municípios”, pontuou.

O partido teve várias adesões como o ex-peemedebista Osvaldo Reis e ainda Darci Coelho, Raimundo Boi, Otoniel Andrade e demais lideranças políticas. Para o próximo ano o partido tem 100 pré-candidaturas colocadas nos municípios inclusive em Palmas onde o deputado federal Eduardo Gomes é o nome colocado na disputa do grupo o que representa intenção de eleger prefeito em 70% das cidades.

Ernane adianta porém que haverá negociações no processo de escolha dos candidatos do governo nos municípios.

Aliados

O governo realizou há mais de um mês uma reunião com alguns representantes dos partidos da base de sustentação. Coordenada por Ernane Siqueira o encontro ouviu os presentes sobre a articulação política do governo e outras questões pontuais. Segundo Ernane ainda não há previsão para um novo encontro. “Não está agendada ainda uma nova reunião. Os partidos estão terminando de passar a lista para o TSE até o dia 7”, frisou.

Ernane pontuou que o governador e o secretário Eduardo são os responsáveis pela articulação política no governo.