Polí­tica

Foto: Benhur de Oliveira

Em entrevista concedida na manhã desta quinta-feira, 3, a deputada Josi Nunes (PMDB) informou que pretende se reunir ainda hoje com o prefeito Raul Filho (PT) para definir uma possível ida para integrar a administração municipal de Palmas. Segundo informado por uma fonte ligada ao grupo de Raul ao Conexão Tocantins, ainda na semana passada, a deputada havia sido convidada para assumir uma nova pasta na Prefeitura de Palmas, inicialmente denominada de Secretaria Municipal Extraordinária de Assuntos Institucionais.

Josi informou que a nova secretaria ficará com a incumbência de articular assuntos políticos e administrativos com as demais entidades da administração de Palmas. De acordo com ela, “é um trabalho interdisciplinar entre todas as secretarias e entre todos os trabalhos da administração municipal”.

Apesar de se mostrar entusiasmada com o convite do prefeito, a deputada frisou que a decisão só será tomada com o consentimento do grupo aliado. “Uma decisão dessa não pode ser tomada particularmente”, completou.

No entanto, a deputada ainda poderá enfrentar resistência dentro do partido. A própria Josi confirmou que o deputado Iderval Silva (PMDB) é contra sua ida para a administração de Palmas. O próprio Iderval havia sido a primeira alternativa para assumir a pasta na Prefeitura, mas recusou o convite e preferiu se manter na Assembleia. “Nós vamos conversar com todos antes de tomar a decisão”, reforçou.

Permanência de Ayres

Um ponto levantado sobre a saída de Josi do Parlamento, seria a possível permanência do 2º suplente de deputado, Ricardo Ayres (PMDB), no cargo que ocupa desde o pedido de licença do titular deputado Manoel Queiroz (PPS), no início do segundo semestre. Ayres está arriscado a perder sua vaga, pois o primeiro suplente, o vereador de Araguaina, Jorge Frederico (PSD), entrou na justiça pedindo a sua reintegração, depois que o presidente estadual do PMDB, deputado Junior Coimbra entrou com ação pedindo a vacância da primeira suplência pelo fato de Jorge Frederico ter abdicado da vaga para permanecer na Câmara de Araguaina.

A matéria ainda está tramitando na justiça, mas Josi antecipou que as duas decisões correm de maneira distinta. Segundo a deputada, se as questões estivessem interligadas, ela iria aguardar a definição da justiça, antes de dar uma resposta ao prefeito Raul Filho. “Isso foi só coincidência. Nós vamos discutir essa questão, independente da decisão da justiça”, completou.

Já o deputado Junior Coimbra, destacou que a definição sobre a vaga de primeiro suplente a deputado estadual não depende da vontade do PMDB. O deputado disse confiar na permanência de Ricardo Ayres como o primeiro suplente da coligação na Casa. “Essa é uma questão que não depende de nós. Já foi decretada a vacância do cargo baseado em jurisprudência anterior, do Senado. Estamos confiantes de que vai dar tudo certo”, disse.