Polí­tica

Foto: Divulgação

O desembargador Moura Filho é o relator do Mandado de Segurança que foi impetrado pelo vereador de Araguaina Jorge Frederico (PSD) com o intuito de retomar a primeira suplência da coligação PMDB/PP/PPS/PDT/PSB. Juvenal Klayber e Adriano Guinzelli são os advogados de Jorge Frederico que pede uma liminar para retorno à vaga.

Nesta quinta-feira, 10, o vereador pediu pressa no julgamento ao ingressar com uma nova petição. Politicamente Jorge Frederico teme que uma nova manobra política seja feita com afastamento de outro parlamentar da coligação e sendo assim Ricardo Ayres (PMDB) assuma novamente na Assembleia. A primeira vez que Ayres assumiu foi com o afastamento por motivos de saúde de Manoel Queiroz (PPS) que já retomou ao cargo.

O aval e decisão de declarar Ayres como primeiro-suplente foi da mesa diretora da Assembleia.As petições tramitam na 2ª Câmara Cível.

A defesa do vereador alega que quando declinou de assumir na oportunidade em que Queiroz se afastou, foi um “ato, temporariamente” e não de “forma irretratável” como considerou a mesa diretora. Mesmo estando afastado quando se deu a decisão da mesa diretora o presidente Raimundo Moreira (PSDB) é alvo da petição assim como o presidente interino, Eli Borges (PMDB).