Geral

O Observatório Social de Palmas e o Movimento Contra a Corrupção organizam nesta terça-feira dia 15/11, às 16h, na Praça do Bosque em Palmas, uma Marcha Contra a Corrupção, e pelo Voto Aberto/Ficha Limpa.

Para o presidente do Observatório, Cleiton Gomes Bandeira, "A corrupção é um mal que assola o País desde o seu descobrimento, pois desanima o trabalho, atrapalha o futuro dos jovens, deixa o idoso desamparado e a criança abandonada, tira a qualidade de vida de todos, e faz o homem não acreditar senão na sorte e no acaso. Mas nós não apenas protestamos, vamos também começar a fiscalizar a Prefeitura e a Câmara”, disse.

No local serão coletadas assinaturas para a Lei pelo Voto Aberto na Câmara Municipal de Palmas. Existem listas fixas nas Bibliotecas da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e do IFTO, e no Escritório Modelo na Justiça Federal.

Pela justificativa da Proposta da Lei do Voto Aberto, que visa tornar transparentes as votações na Câmara Municipal, não há sentido no voto secreto nas deliberações do Poder Legislativo. “Isso se justificava na época da ditadura quando mandatos eram cassados sob o menor pretexto, mas nos dias atuais não tem fundamento o representante de o povo manter para si suas intenções”, diz a justificativa, completando: “os parlamentares devem prestar contas de todos os seus atos aos eleitores e à opinião pública”.

A orientação da organização da marcha é para que os participantes vistam roupas pretas, e levem buzinas e apitos. A manifestação é apartidária.