Economia

Foto: Divulgação

A manhã desta sexta-feira, 18, primeiro dia de atividades técnicas do 5º Encontro de Contabilidade da Amazônia Legal e o 17º Encontro de Contabilidade do Tocantins (ENCON) foi marcada com a participação do palestrante Roberto Dias Duarte, representantes de Conselhos Regionais, contadores e estudantes dos estados da Amazônia Legal e outros estados brasileiros.

A música tema do filme Missão Impossível iniciou a palestra do professor Roberto Dias Duarte, autor do livro Big Brother Fiscal. O palestrante justificou que falar em tão pouco tempo sobre Sped Fiscal seria uma missão impossível.

O palestrante abordou de forma dinâmica assuntos referentes ao Sistema Público de Escrituração Digital (Sped Fiscal) e compartilhou com os presentes, atitudes empreendedoras para lidar com as novas obrigações acessórias. Para Roberto Dias, o Sped é uma iniciativa das autoridades fiscais brasileiras no sentido de melhorar a fiscalização e aumentar a arrecadação, fazendo o uso da tecnologia da informação para que a monitoramento das empresas seja mais eficiente inibindo fraudes. O ideal é que esse trabalho seja feito em conjunto para uma gestão eficiente e eficaz.

“É como se em cada esquina tivesse um sensor de avanço de velocidade. As autoridades controlam o trânsito de veículos. Isso não modificou as leis, só fez com que a sociedade cumprisse. O Sped é mais ou menos isso. É como se cada empresa tivesse esse sensor. Se a empresa comete alguma irregularidade o fisco detecta. Investir em tecnologia e cultural empresarial é o início para a mudança. O Sped é um amadurecimento do país inteiro. É a inserção do Brasil no grupo de países de primeiro mundo”, comentou o professor Roberto Dias Duarte. (Assessoria de Imprensa)