Palmas

O vereador petista, Bismarque dos Movimento afirmou ao Conexão Tocantins nesta segunda-feira, 21, que as lideranças dos movimentos sociais ligados á questão da moradia vão manter a reunião pública que estava marcada para hoje pela Câmara de Palmas.

A reunião oficial foi adiada para a próxima semana porque os vereadores querem realizar uma sessão para discutir o assunto. Segundo Bismarque, os técnicos da UFT e o reitor Alan Barbiero além dos servidores da prefeitura da secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação foram convidados para participar do debate marcado para a noite de hoje.

“Os movimentos vão manter a reunião hoje e estão se mobilizando. Os servidores da Seduh e técnicos da UFT serão convidados para também discutir o assunto”, frisou o petista. À frente das mobilizações estão o Movimento Nacional de Luta Pela Moradia e o Movimento dos Trabalhadores sem Teto. A proposta dos vereadores é discutir na quinta-feira, 24, todos os pontos do projeto em questão.

Resposta a Neris

Diante do debate acalorado e da postura de Bismarque contra a proposta de expansão defendida por maioria dos vereadores sua relação com o líder do prefeito, Milton Neris (PR) está cada dia mais difícil. “Procurei ele para conversar e ele disse que não quer mais conversar comigo”, frisou.

O vereador atacou o colega com relação às criticas que Neris fez contra a secretária Keniane Nogueira e a de Planejamento e gestão, Ana Carolina. O líder afirmou ao Conexão Tocantins que as secretárias do prefeito se comportaram de maneira infantil ao deixarem a segunda reunia pública junto com representantes da UFT. Neris não exitou ainda a dizer que elas não merecem respeito por terem abandonado o debate.

“O Milton Neris é um arrogante e ingrato. Ele não é prefeito e não pode tratar os servidores assim, ele não pode querer impor as ideais dele. Ele precisa respeitar”, frisou Bismarque.

Segundo o petista, o trabalho da secretaria de Habitação sempre buscou ouvir as demandas apresentadas pelo vereador com relação à região que ele representa na capital. “A pedido dele foram construídas 900 unidades habitacionais na gestão do Raul na região sul., sendo 48 no Aureny III, 200 no Setor Vila do Sol e ainda a regularização fundiária em Taquaralto. No Setor Janaína já tem um projeto habitacional aprovado”, citou o vereador ao defender o trabalho desenvolvido pela pasta.