Polí­tica


A senadora Kátia Abreu (PSD), presidente da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA), coordena na tarde desta terça-feira, 29, na Comissão de Meio Ambiente do Senado, reunião com os senadores dos Estados da região Norte do País para discutir a performance do Banco da Amazônia no atendimento aos produtores e investidores da região amazônica. Os senadores também discutirão a criação de uma Frente Parlamentar da Amazônia.

A iniciativa da reunião é da senadora Kátia Abreu, preocupada com o desempenho do Banco que, segundo ela, nos últimos anos, tem apresentado distorções, com a diversificação de atuação da instituição, deixando em segundo plano os produtores rurais, objetivo para o qual foi criado. O Banco da Amazônia tem utilizado os recursos constitucionais do FNO para sustentar a aplicação na carteira comercial segundo a senadora. “Sem os recursos constitucionais, o Banco fecha por isso deve se ater à ação para o qual é um dos instrumentos do governo”, diz Kátia Abreu, para quem tem recebido críticas à atuação do Banco na atual gestão até mesmo de servidores da instituição, preocupados com o futuro da instituição.

A região Norte é a mais extensa do país (42,27 % do território brasileiro) e a segunda menos populosa com 15 milhões de habitantes. É responsável por 5,05% do Produto Interno Bruto do País. Ali se cultiva um rebanho bovino de 38 milhões de cabeças e uma produção anual de 1,7 bilhão de litros de leite. (Assessoria de Imprensa Kátia Abreu)