Saúde

Colinas do Tocantins recebeu nesta semana um recurso de R$ 27.979,81 para o combate a Dengue no município. O recurso é referente a um projeto apresentado no Ministério da Saúde para fortalecer as ações de combate a esta doença. A partir da aprovação do projeto tanto pelo Ministério da Saúde e pelo Estado, o Município garantiu 20% a mais de repasses regulares do Teto de Vigilância e Promoção à Saúde.

O recurso foi transferido do Fundo Nacional de Saúde para o Fundo Municipal de Saúde. O valor liberado obedece ao que foi estabelecido pela Portaria nº 2.557/2011 do Ministério da Saúde, que aprova as diretrizes para execução e financiamento das ações de combate a Dengue.

De acordo com a coordenadora de Vigilância Epidemiológica de Colinas, Arlésienne Thaís de Souza, serão priorizadas ações de educação em saúde voltada para a população e também para os profissionais que trabalham na área, bem como o manejo ambiental. Reforçando desta maneira, o trabalho de combate a doença na cidade.

O município assinou um termo de adesão no Ministério da Saúde, firmando um compromisso para ampliar as ações de combate ao mosquito transmissor, na vigilância dos casos, notificações e organização da assistência aos pacientes.

Para o prefeito José Santana Neto, a vinda desses recursos vai garantir ainda mais os trabalhos de prevenção e combate a Dengue, possibilitando uma maior abrangência das ações dos agentes comunitários e de endemia do Município. “É preciso lembrar também que a população é a nossa principal parceira no combate a Dengue. O trabalho em conjunto de nossos profissionais e os moradores vai fazer com q ue possamos diminuir ainda mais o índice de infestação do mosquito na nossa cidade”, completou.

Campanha

A Prefeitura de Colinas do Tocantins, por meio da Secretaria Municipal de Saúde – Núcleo de Controle de Zoonoses, realizou uma semana de intensificação de trabalhos de combate a Dengue, no mês de novembro, abrangendo onze bairros da cidade. Foram inspecionados 9.194 imóveis, localizados 217 focos, sendo 145 focos positivos. Em todos os focos foi feito o tratamento químico. As ações de combate a doença continuam na cidade.