Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado federal do Tocantins, Eduardo Gomes (PSDB) revelou ao Conexão Tocantins nesta segunda-feira, 16, que não pretende disputar a coordenação da bancada em razão das atividades na primeira secretaria da Câmara.

Para o tucano, a disputa é saudável. “Vejo com tranqüilidade, mesmo sendo o deputado mais antigo da bancada, com mais mandatos não coloquei meu nome a disposição por que as atividades na função de primeiro-secretário são muito extensas”, explicou.

O deputado do PP, Lázaro Botelho já colocou o nome a disposição para ser o novo líder e afirmou inclusive que já tem o apoio do atual coordenador, senador João Ribeiro. “Vejo com simpatia a disposição do Lázaro. Vou apoiar o que se dispor a dedicar mais tempo para trazer os recursos para o Estado”, ponderou. Gomes elogiou a atuação de Ribeiro durante todos esses anos na coordenação da bancada.

Informações de bastidores dão conta de que o deputado Angelo Agnolin (PDT) também pretende disputar o cargo. No entanto, o parlamentar disse ao Conexão Tocantins que não quer comentar o assunto no momento.A definição deve acontecer logo após o retorno do recesso na Câmara Federal e envolve todos os oito deputados federais e os três senadores que compõem a bancada do Estado.

Eleições

Comentando sobre as eleições municipais deste ano na capital o deputado, que é pré-candidato do PSDB na disputa, salientou que só colocará seu nome se realmente esse for o desejo e consenso de todo o grupo. “Só colocaria meu nome se isso fosse necessário, se os outros não conseguirem a unidade”, disse.

O parlamentar disse ainda que torce para que algum dos nomes pré-colocados no grupo do governador Siqueira Campos (PSDB) sejam viabilizados. “Torço para que qualquer um deles seja candidato com apoio do grupo todo”, frisou citando alguns dos nomes como o deputado estadual Marcelo Lelis (PV), a deputada Luana Ribeiro (PR) e outros.