Polí­cia

Foto: Divulgação Comando vem procurando atender demandas dos militares principalmente na parte operacional  Comando vem procurando atender demandas dos militares principalmente na parte operacional

O presidente da Associação dos Cabos e Soldados Servidores Militares do Estado do Tocantins, Geovane Alves dos Santos confirmou ao Conexão Tocantins nesta quinta-feira, 19, algumas situações que estariam atrapalhando o desenvolvimento do trabalho na Polícia Militar do Estado.

Nesta semana o Conexão Tocantins repercutiu a situação de algumas viaturas que estariam sem manutenção e com problemas técnicos e até nos equipamentos de rádio e outros. Além disso, segundo o presidente da ACS, militares tem relatado problemas estruturais e físicos no exercício da profissão.

“Não só relativo as viaturas, mas elas estão em má condições porque o Estado paga. Além desse problemas existem vários outros. Um que afeta não só o militar é a questão do 190. O pessoal reclama que o pessoal demora a atender ou não atende”, conta.

O efetivo teria sido diminuído em 50% no atendimento do 190, segundo a Associação. “Ao invés de aumentar o atendimento para que as viaturas cheguem mais rápido ao local estão é diminuindo e piorando a assistência a quem precisa do serviço”, ponderou.

Outra reclamação seria a pouca quantidade de efetivo nas ruas bem como o deslocamento e escalas das viaturas. “Viatura tem, o que não tem é policial e boas condições de trabalho”, salientou. Militares estariam satisfeitos ainda com a escala de patrulhamento nos chamados Pontos de Base distribuídos pela cidade.

Sobre as viaturas o Comando já informou que a manutenção segue normalmente.