Palmas

Foto: Divulgação

O Diretório Central dos Estudantes (DCE-UFT) e UMESP, Juntamente com a UNE, UBES e Casa do Estudante, realizaram nesta última quarta-feira, 15, um grande ATO público em defesa de um transporte público de qualidade e contra o aumento da passagem de R$ 2,20 para R$ 2,50.

De acordo com o presidente do DCE - Felipe Carvalho, o transporte público deve ser tratado como política pública e não na perspectiva de lucro por parte do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano (SETURB). “Reivindicamos o não aumento da passagem, como também a melhoria do sistema, instalação de ar-condicionado na frota, melhoria dos terminais de integração, mais ônibus nas linhas alimentadoras e a comercialização da meia passagem nas férias entre outras reivindicações” diz o líder estudantil.

Um novo ato ficou agendado para depois do carnaval no centro de Palmas. O comitê estudantil responsável pela organização da campanha espera ser recebido pelo poder público e direção da Seturb para discutir os problemas do transporte da capital, a fim de chegar a um acordo que vise o bem dos estudantes e toda a população de Palmas, segundo Carvalho.