Palmas

A partir deste ano, os feirantes da Capital deverão ter alvará sanitário para continuar a atuar nas Feiras Cobertas de Palmas. A informação foi repassada a eles pelo secretario de Agricultura e Desenvolvimento Rural (Sagri), Joel Borges, durante reunião realizada na tarde desta segunda-feira, 27, na Escola de Tempo Integral da Região Norte, quando foi apresentada a nova legislação que regulamenta as feiras.

Segundo o secretário,os feirantes deverão passar primeiro por um curso na Secretaria Municipal de Saúde com objetivo capacitá-los sobre normas sanitárias. “Todos os feirantes deverão passar por este curso e o nosso objetivo com isto é dar mais segurança, quando se trata da alimentação dos palmenses e vale lembrar que uma pequena parte deles já estavam trabalhando com o documento”.

Joel Borges destacou que boas práticas de manipulação dos alimentos é importante para garantir qualidade em todos os produtos comercializados nas feiras de Palmas. “Qualidade, organização é o que desejamos e por isto também pedimos a união e colaboração dos feirantes no sentido de atender ao público palmense que a cada dia que passa tem se tornado mais exigente, quando se trata de atendimento e principalmente de sua saúde”.

Recadastramento

Outra informação repassada pelo secretário é de que o recadastramento anual de licenças para uso dos espaços nas Feiras Cobertas tem início nesta terça-feira, 28 e terminam no dia 28 de abril e que dentre os documentos exigidos está o alvará sanitário que deve ser retirado junto à Vigilância Sanitária na Secretaria Municipal de Saúde.

Reformas

Joel Borges aproveitou para anunciar que as Feiras Cobertas deverão receber reformas ainda este ano e a expectativa é que isto aconteça ainda no primeiro semestre, uma vez que o processo de licitação está em andamento. “Queremos proporcionar um melhor espaço de trabalho aos nossos feirantes e consequentemente, os mesmos oferecendo serviços com mais qualidade ao palmense”.

Durante a reunião,o secretário destacou a preocupação da gestão com a segurança dos feirantes e daqueles que frequentam as feiras e assegurou mais uma vez a parceria entre Guarda Metropolitana e ATTM, visando este objetivo.

O secretário ressaltou que a participação de todos os parceiros envolvidos, a exemplo da ATTM, Guarda Metropolitana, Saúde e Finanças, juntamente com a Agricultura, beneficiará feirantes e população. (Ascop)