Polí­tica

Foto: Claudio Frascari

Em Gurupi no sul do Estado paira ainda nos bastidores a incerteza com relação a um possível distanciamento entre PR e PSDB para o pleito de outubro deste ano. O prefeito da cidade e liderança do PR, Alexandre Abdalla em conversa com o Conexão Tocantins nesta terça-feira, 6, sobre o assunto voltou a reafirmar que não aceitará rompimento.

“Eu não permito a dissolução dos dois partidos e me afasto do pleito se houver rompimento entre PR e PSDB”, ameaçou. O prefeito conta que já conversou com o presidente regional do PR, senador João Ribeiro sobre o assunto e também com o senador do partido, Vicentino Alves bem como com o secretário Estadual de Planejamento e Modernização da Gestão Pública, Eduardo Siqueira Campos.

“Meus companheiros todos que me ajudaram na eleição passada estão nesse grupo e temos que estar todos unidos, juntos para cada vez mais continuarmos fortalecendo Gurupi”, ponderou o prefeito.

O grupo tem pré-colocados os nomes da ex-primeira-dama da cidade, Goiaciara Cruz e do empresário Osvaldo Stival. As contas da campanha de 2010 quando Goiaciara concorreu a uma vaga na Câmara Federal foram rejeitadas pela justiça eleitoral o que pode impedir que a ex-primeira-dama seja candidata.

Adversários

O grupo de partidos adversários ao prefeito também já se articula para o pleito e o nome que surge com mais força é o do deputado federal do PSB, Laurez Moreira que tem grandes chances de ter um vice do PMDB e apoio de outros quatro partidos. O deputado estadual Eduardo do Dertins (PPS) também declarou intenção de disputar a prefeitura como adiantou o Conexão Tocantins no mês passado.

Na avaliação de Abdalla o nome de Moreira é bom mas o deputado já estaria em clima de campanha tentando denegrir a imagem dos adversários. “O Laurez é um candidato bom mas que está do lado errado. Ele já começou errado mostrando um perfil ruim que a sociedade não aceita mais”, criticou Abdalla.