Estado

Foto: Divulgação

Empresários espanhóis devem investir R$ 119,2 milhões no Tocantins. Esse foi o resultado da visita da comitiva tocantinense composta pelos secretários Divaldo Rezende, do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Jaime Café, da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Agrário; e Kátia Rocha, da Cultura. Esse montante deve ser investido em diversas áreas da economia do Estado.

A viagem dos representantes do Governo ocorreu entre os dias 2 e 10 de março. Além dos recursos, acordos de cooperação técnica entre o Tocantins e a Espanha devem ser formalizados durante viagem do Governador Siqueira Campos ao país europeu, prevista para acontecer ainda neste semestre.

De acordo com o secretário Divaldo Rezende, a missão conseguiu atingir o seu objetivo que era preparar os acordos nas áreas de Cultura, Agricultura, e Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Segundo ele, também foram organizados diversos encontros e reuniões para Governador Siqueira Campos, dentre os quais uma audiência com o primeiro ministro da Espanha, Mariano Rajoy, e um encontro com um representante da Casa Real Espanhola.

Antes da viagem do Governador, pelo menos duas missões com empresários espanhóis deverão vir ao Tocantins, sendo que uma delas visitará a Agrotins, em maio, com a finalidade de conhecer tecnologias agrícolas, pecuária e ainda na área de irrigação. “O Tocantins também deverá oferecer apoio e tecnologias não dominadas pelos espanhóis e ainda mostrar às missões de empresários onde há necessidade e oportunidade de investimentos”, enfatizou Divaldo Rezende.

Meio Ambiente

Dentre os acordos que devem ser firmados entre o Tocantins e a Espanha está a prevenção de riscos ambientais. O secretário Divaldo Rezende conheceu de perto os trabalhos de prevenção a incêndios florestais e as rotinas de trabalho para combate a este tipo de incidente. Além disso, assistiu a demonstrações de máquinas e equipamentos usados nos trabalho preventivos e de combate a incêndios florestais.

O gestor também conheceu, na cidade de Segóvia, o sistema de tratamento de lixo espanhol. O secretário explicou que, a Gestão de Resíduos Sólidos de Segóvia é dotado de equipamentos que fazem a separação, adequação e prensagem de materiais como papel, plásticos e latas, que são encaminhados para reciclagem. “O mais interessante neste Centro de Gestão de Resíduos Sólidos é que o lixo orgânico também recebe tratamento e é transformado em adubo, que é disponibilizado aos produtores rurais e é esse tipo de exemplo que pretendemos seguir no Tocantins”, finalizou Rezende.

Agricultura

Com a confirmação da participação de uma comitiva formada por representantes de empresas espanholas na 12ª Agrotins, que acontece entre os dias 8 a 12 de maio, no Centro Agrotecnológico de Palmas, o Governo quer atrair empresários ligados ao setor agrário de outros países para a feira de negócios e transformar o evento numa feira internacional.

Já para este ano, a empresa espanhola Tragsa deve montar um estande na Feira de Tecnologia Agropecuária para expor tecnologias nas áreas de irrigação e rastreabilidade, a participação da empresa foi garantida durante a visita dos gestores tocantinenses ao país europeu.

Cultura

Durante sua estadia na Espanha, a secretária da Cultura, Kátia Rocha, conheceu subsídios que visam o fortalecimento da cadeia produtiva do artesanato tocantinense. Segunda Kátia a viagem foi uma oportunidade de troca de informação e intercambio cultural entre os dois países. “Nossa missão foi abrir caminhos para a ida do Governador, em junho. Retornamos com a confiança que serão assinados acordos de cooperação com as fundações que visitamos”. (Com informações das assessorias de comunicação da Seagro, Secult e Semades)