Cultura

Foto: Divulgação

O escritor Edson Gallo, presidente da Academia de Letras de Araguaina e Norte Tocantinense - Acalanto, lança nesta sexta-feira, 16, às 20h, na AABB de Araguaina o livro A Cor do Poema. A sessão de autógrafos ocorre dentro do evento lítero-musical Gallo´s Noites e Quintais, com participação de outros autores da região norte do estado e músicos da cidade.

A Cor do Poema é o segundo livro de poesias do autor, que pretende com a obra demonstrar que um poema tem vários matizes, vários sentimentos, várias formas de expressão. Para Gallo, “não existe uma cor predominante na poesia assim como na vida. Cada um pinta a sua vida de acordo com a cor do tempo, de seus amores e atribulações. A vida é uma grande aquarela com expressão poética”.

A Cor do Poema foi uma elaboração poética que consumiu tempo ao autor. Segundo Gallo, ele deveria ser um livro que falasse exclusivamente sobre amor, fortemente influenciado à época em que iniciou sua escrita pela leitura de A Arte de Amar, de Ovídio. “Mas não consegui ser clássico como o velho poeta do último século anterior a Cristo. Outros temas foram tomando forma, se entrelaçando aos temas já escritos e o resultado foi a diversificação”, confessa. Mas sente-o assim mais completo, “o amor, inspiração do livro, deu vazão à simplicidade, ao cotidiano, à memória, à nossa história”, explica.

Pela atualidade temática, Gallo acredita na identificação imediata do leitor com A Cor do Poema, proporcionada pela leitura fácil embora reflexiva. “O leitor vai descobrir que é possível extrair poesia de pessoas e coisas simples; de lembranças e saudades. Vai reviver com a poesia momentos nostálgicos”, aposta.