Polí­tica

Foto: Divulgação

Em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta segunda-feira, 26, o pré-candidato à Prefeitura de Palmas, deputado Marcelo Lelis (PV) informou que desistiu de tentar uma emenda modificativa no Regimento Interno da Assembleia Legislativa para que um suplente assuma seu cargo após o seu afastamento para disputar as eleições neste ano. Caso conseguisse a mudança, Quem assumiria o lugar de Lelis é o suplente de deputado Josué Luz (PSDB), de Arguaina.

A intenção inicial de Lelis era que, ao se afastar de seu cargo, seu suplente assumisse para que a cadeira no Legislativo não ficasse vaga. Contudo, de acordo com o Regimento Interno da Casa de Leis, o período máximo para licença por motivos pessoais é de 120 dias. Para que um suplente assuma, o prazo mínimo de licença de um parlamentar é de 121 dias, sendo o pedido de afastamento feito por motivos de saúde, por exemplo. Como este não é o caso do deputado, a possibilidade fica descartada.

Modificação da Regra

O deputado, contudo, explicou que ficou impossibilitado de modificar o Regimento Interno da Casa por um entendimento da justiça eleitoral, depois de inúmeros casos, no Congresso Nacional, de licenças de parlamentares para que seus suplentes assumissem. “Virou um comércio de mandatos”, frisou.

Como não precisa abrir mão do cargo, de acordo com a legislação eleitoral, a meta é que o deputado peça licença por motivos pessoais e se afaste do cargo no final de maio. Com isso, ele consegue cumprir o prazo de 120 dias de afastamento até a data da eleição, em outubro.

Campanha intensificada

No entanto, o pré-candidato do PV salientou que não pretende aguardar seu afastamento para intensificar suas movimentações de campanha. Segundo Lelis, seu planejamento prévio eleitoral já está pronto e a meta é botá-lo em prática o quanto antes. “Nós vamos aproveitar o evento Cidades Sustentáveis e vamos usar quatro modelos do projeto Palmas Minha Cidade para traçar nosso trabalho”, disse.

Conforme o deputado explicou, sua campanha se sustentará em quatro patamares centrais que serão em torno de reuniões com a população, reuniões com segmentos organizados da sociedade, reuniões temáticas e viagens a centros de referência em administração pública.

O deputado deu destaque especial para as reuniões temáticas que pretende realizar com diversos segmentos do empresariado e da administração pública. De acordo com ele, a primeira reunião já tem um tema determinado e vai debater a Ferrovia Norte Sul. “Especificamente a plataforma próximo a Palmas, por que isso será um fator de desenvolvimento da cidade e está sendo pouco discutida”, completou.

Lelis ainda não definiu quando pretende iniciar os procedimentos para as viagens técnicas em busca de cidades com destaques em suas administrações. Contudo, frisou que a meta é “trazer as boas práticas já aplicadas em outras Prefeituras, para Palmas”.