Educação

Foto: Divulgação

A edição 2012 da Feira Literária Internacional do Tocantins contará com a parceria do Serviço Social da Indústria – Sesi, por meio do programa Cozinha Brasil, que ministrará cursos de educação alimentar para merendeiras e auxiliares responsáveis pela alimentação escolar. A assinatura do convênio entre o Sesi e a Secretaria Estadual de Educação – Seduc foi realizada na apresentação da feira nesta terça, 3 de abril, no Memorial Luís Carlos Prestes, em Palmas.

Realizada de abril a julho, com uma semana de atividades em cada um dos 13 municípios que receberão a feira este ano, a Flit traz o tema Sustentabilidade – Preservar para não faltar. Em todos os municípios, o Sesi levará o curso de multiplicadores (20 horas) para difundir o conceito do Cozinha Brasil de reaproveitamento de partes inutilizadas dos alimentos (como sementes, folhas, cascas,etc), porém de alto valor nutricional, para a promoção da educação alimentar com impactos positivos para a saúde e valorização da renda por meio do aproveitamento total dos alimentos.

O secretário estadual de educação, Danilo de Melo, frisou o aspecto da economia que pode ser gerada na merenda escolar após a qualificação. “Levaremos o Cozinha Brasil para qualificar nossas merendeiras e o pessoal que trabalha com alimentação escolar. Essa é a ideia da Flit, articular todas as políticas numa só caravana, reduzindo os gastos em atividades meio para que as atividades finalísticas ganhem realmente relevo”, disse na ocasião da assinatura.

A parceira prevê a capacitação de 1.300 manipuladoras de alimentos que, ao final, receberão o livro de receitas do programa e certificado. As aulas são ministradas por engenheiras de alimentos do Sesi e auxiliares na unidade móvel do Cozinha Brasil que dispõe de toda a estrutura e material necessários à demonstração prática das receitas. Também será disponibilizada aos visitantes das 13 edições das feiras, a degustação de alimentos preparados pelo programa, como o brigadeiro de mandioca e o suco da horta.

Um festival gastronômico encerra as atividades na última edição da Feira em Palmas, como explicou o gerente da unidade Sesi Palmas, Edson Cabral. “Em cada feira, nas oficinas, será criado um prato com a característica cultural e ele será julgado por custo, aproveitamento de alimentos que são produzidos na própria cidade e sabor. E em Palmas nós faremos um festival gastronômico com as 13 receitas vitoriosas”, destacou.

Os secretários de estado Divaldo Rezende (Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável), Olyntho Neto (Juventude e Esportes), Kátia Rocha (Cultura), Lúcio Flavo Adorno (Turismo) e autoridades políticas estaduais participaram do evento de apresentação da feira.