Polí­tica

Foto: Antônio Gonçalves

Em entrevista exclusiva ao site Conexão Tocantins na tarde desta quarta-feira, 11, o prefeito de Palmas, Raul Filho foi claro com relação à sua posição sobre o processo eleitoral de outubro deste ano. Para Raul, seu grupo de partidos está demorando demais para definir um nome. A previsão inicial do petista era que até o final de março seu grupo tivesse a definição.

“Tenho conversado com pré-candidatos e insistindo que tem que haver logo o critério de escolha. Tenho cobrado isso mas parece que cada um quer ser candidato de si”, coloca Raul. O prefeito disse ainda que a demora configura que os pré-candidatos de seu grupo estão “brincando de fazer política” e não estão sendo profissionais. “Tenho conversado com todos eles, a demora é ruim para eles, para mim até que é cômodo”, salientou, defendendo que a definição saia o mais rápido possível.

Sem citar nomes, Raul disse que dois pré-candidatos do seu grupo "parece que tomaram outro rumo". O petista não quis confirmar, mas informações de bastidores dão conta que um desses nomes é o reitor da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e pré-candidato do PSB, Alan Barbiero.

O prefeito não manifestou preferência por nenhum nome do grupo e ponderou que todos os pré-candidatos têm chance de representar o grupo. “O que precisa acontecer é que os não escolhidos respeitem a decisão”, salientou.

Não há previsão para escolha do candidato do grupo. A vice-prefeita Edna Agnolin (PDT), por exemplo, disse esta semana ao Conexão Tocantins que não acredita que antes de junho haja uma definição sobre o assunto.

PR

Com relação à inserção do PR na sua base de partidos para a eleição, o prefeito foi claro ao dizer que não considera a legenda do seu grupo. “Vejo um PR como um grande partido mas ele precisa dizer que é oposição ao Palácio Araguaia. O nosso grupo considera o PR do grupo do Palácio Araguaia. Se o PR acha que vai ter o apoio nosso e do Palácio Araguaia isso não vai acontecer”, frisou. O PR trabalha para conseguir apoios para o nome da pré-candidata Luana Ribeiro. “Até a data de hoje não considero que o PR esteja na nossa base”, disse Raul.

2014

Raul não esconde seus planos para 2014 com relação à disputa pelo Palácio Araguaia o que bate de frente com os interesses do senador João Ribeiro, presidente regional do PR. “Todo político sonha em crescer, não tenho como negar que sonho em governar o Estado e estarei me esforçando para isso”, disse.