Cultura

O Fórum Cultura 10 (Fórum Permanente para a Elaboração do Plano Municipal de Cultura) se reúne nesta sexta-feira (20), às 17h30, na Sala 05 B, do Centro de Criatividade, localizado no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho. O encontro tem objetivo de discutir a proposta de sistematização dos mini-fóruns que serão realizados e o encaminhamento das deliberações da 3ª Conferência Municipal de Cultura.

As professoras Roseli Bodnar e Karileylla Andrade, responsáveis pelo acompanhamento geral e condução do processo de formalização do Plano Municipal de Cultura, estabeleceram que o Plano seguirá as matrizes definidas no Plano Nacional de Cultura, com uma estrutura composta de grandes diretrizes-macro e ações e metas.

Em conjunto, as professoras estão produzindo um texto base que será apresentado na reunião, contendo orientações metodológicas para a elaboração dos textos-relatórios que serão produzidos pelos grupos de mobilização social nos mini-fóruns do Cultura 10. Nele constará, de forma clara, o que são diretrizes, ações e metas, a fim de facilitar o trabalho nas bases.

Como proposta para orientação das comissões, será sugerida a definição das cinco áreas onde serão realizadas as reuniões. Estas áreas deverão ser denominadas como territórios culturais: território da Região Norte e entorno; território da Região Central (entidades culturais, instituições de ensino, sistemas, empresários); território de Taquaralto e Aurenys; território de Taquaruçu (Distrito Urbano) e o território de Buritirana (Distrito Rural).

Plano Municipal de Cultura

O Plano Municipal de Cultura de Palmas implementará políticas públicas de Estado que garantam o acesso ao setor das culturas e das artes, tais como fomento, criação, produção, preservação, difusão. Focará também na economia da cultura que deverá ser pensada como um setor produtivo, pela consonância de ser um vetor de desenvolvimento econômico e incluir socialmente o cidadão, oportunizando uma cultura de paz.

O Plano deve ser pensado como estratégico para o desenvolvimento e sustentabilidade do planejamento e fomento das atividades culturais e artísticas, bem como para a valorização, preservação, revitalização do conjunto de bens materiais e imateriais, que contam e remontam a história de Palmas e sua estreita relação com o meio ambiente.

A elaboração do Plano Municipal de Cultura para o decênio 2012-2021 será pautado pelos princípios norteadores do Plano Nacional de Cultura, com duração de dez anos, conforme a lei n° 12.343, de dezembro de 2010. (Ascom Secult)