Palmas

Gumercindo de Paula que assumiu a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Palmas afirmou nesta quarta-feira, 25, em entrevista ao Conexão Tocantins que estará na audiência pública de hoje defendendo o projeto da prefeitura sobre o plano diretor.

Gumercindo assumiu após saída de Evercino Moura dos Santos Filho que deixou o cargo ainda na quarta-feira, 18, dia da primeira audiência pública, depois que o prefeito de Palmas, Raul Filho (PT), teria pedido que ele apresentasse o projeto de expansão durante audiência.

Indagado pelo Conexão Tocantins sobre os desafios nos primeiros dias à frente da pasta com relação á discussão sobre os projetos que tratam do plano o secretário frisou que não há desafios já que segundo ele a Seduh já fez o que tinha o que fazer. “Encaminhamos um parecer técnico à Procuradoria Geral do Município e aguardamos acatamento ou não da mesma”, afirmou.

Questionado sobre seu posicionamento com relação à possíveis alterações no plano diretor o titular disse que é a favor das intervenções que forem necessárias de acordo com a lei.

Crise

A pasta passa por uma crise com relação aos técnicos que estariam deixando suas funções de confiança. Segundo o vereador Bismarque do Movimento (PT) afirmou ao Conexão Tocantins os vereadores da base estariam causando uma crise com os técnicos. “Esse problema é culpa dos vereadores que defendem a expansão sem critérios legais”, disse. Sobre o assunto o secretário disse ao Conexão Tocantins que os técnicos realmente deixaram a pasta mas não entrou em detalhes. “Realmente deixaram e os motivos foram amplamente divulgados”, frisou.

O promotor Pedro Geraldo Cunha de Aguiar, recomendou a suspensão das audiências públicas que discutiriam a expansão do Plano Diretor.

Paralelo à audiência de hoje o Comitê contra Expansão que não participará do evento realizará um Fórum na sede da Câmara de Palmas onde especialistas e representantes de entidades vão discutir sobre os projetos que tramitam na Casa de Leis.