Campo

A apicultura tocantinense inicia nova fase para o aumento da produção de mel no Estado. Para auxiliar neste processo, a Seagro – Secretaria da Agricultura, da Pecuária e Abastecimento, em parceria com a OCB – Organização das Cooperativas do Brasil e a Fetoapi – Federação Tocantinense de Apicultura, inicia a primeira etapa de quatro cursos para capacitação dos apicultores no Tocantins. O primeiro curso, que tem como tema “Associativismo e Cooperativismo: Qual alternativa a seguir?”, acontece de 3 a 6 de maio, no Centro Cultural Durval Bordini, em Porto Nacional, a 60 km de Palmas.

As capacitações que se estenderão ao longo deste ano, em quatro municípios, são resultados de uma parceria com a Fundação Banco do Brasil. A entidade investiu R$ 234 mil para capacitar os produtores de mel. “Este ano, serão inauguradas em todo o Estado 10 casas de mel e cinco entrepostos. Por isso, essa necessidade de preparar os produtores para trabalhar nestes empreendimentos”, esclareceu a médica veterinária da Seagro, Érika Jardim.

Érika destacou ainda que o tema do curso “Associativismo e Cooperativismo” remete à novas formas de produzir o mel, baseada no conceito de produção integrada.“O curso vai mostrar, também, as práticas de gestão e gerenciamento para a produção de mel”, acrescentou, completando que os próximos cursos serão realizados nos municípios de Gurupi, Araguaína e Araguatins.

Produção

Em 2011, foram produzidas 230 toneladas de mel e a expectativa para 2012 é alcançar 350 toneladas, um aumento de 52,17%. Os avanços são fruto de investimentos aplicados em 2011, no valor de R$ 1,3 milhão da Fundação Banco do Brasil. O dinheiro foi destinado para a construção de casas de mel e entrepostos, além de reforço na cadeia produtiva do mel. (Ascom Seagro)