Polí­tica

Foto: Divulgação

Com o tema Desperta Palmas, o PSB, PCdoB e PP, se reúnem, nesta quinta-feira, na discussão de propostas para o futuro da Capital. A reunião está marcada para as 17 horas, no auditório da Assembleia Legislativa do Estado e estarão na mesa de discussão os pré-candidatos Alan Barbiero pelo PSB, Carlos Amastha pelo PP e Walter Balestra pelo PCdoB, além dos presidentes estaduais dos partidos, Davis Miranda Souza (PCdoB) e os deputados federais Lázaro Botelho (PP) e Laurez Moreira (PSB).

O seminário é um sinal claro da linha adotada pelas legendas que é a discussão de propostas concretas e viáveis para a Capital. “A discussão de propostos para o progresso de Palmas é o ponto que une o PP, o PSB e o PCdoB. Queremos o melhor para nossa cidade e só alcançaremos unindo nossos esforços num mesmo objetivo, que é o de encontrar projetos que sejam viáveis e tragam desenvolvimento para nossa cidade”, avalia Alan Barbieiro.

Durante o seminário, cada um dos partidos (PP, PSB e PCdoB) terá a oportunidade de apresentar suas propostas para Palmas, que vão fazer parte de um grande projeto de governo que será apresentado e discutido com a população dos diversos setores da cidade.

“A ideia é fazer um plano de governo técnico e com a participação da população, para que possa atender os anseios do povo de Palmas. Estamos em defesa da cidade, propondo ações e projetos viáveis e que garantam qualidade de vida para todos”, argumentou.

“Na prática, o que queremos é discutir a cidade. Estamos juntos com partidos que defendem um mesmo ponto de vista, ou seja, o interesse público”, finalizou o presidente estadual do PCdoB, Davis Miranda Souza.

O PP, PSB e PCdoB são partidos que encontraram uma identidade na iniciativa de construir uma campanha propositiva. Eles estão juntos em discussões como posicionamento sobre o projeto de expansão do plano diretor da Capital, tema de grande importância para a cidade e seus habitantes. Ambas as siglas reforçaram que é necessário e fundamental considerar questões como a moradia popular, a regularização fundiária de áreas urbanas e o planejamento da cidade, com a criação e implantação do instituto de Planejamento Urbano de Palmas. O grupo defende ainda o fortalecimento da zona rural de Palmas, com a formação de um cinturão verde onde sejam cultivados produtos para abastecer a cidade. (Ascom)