Polí­cia

Peritos Criminais do Instituto de Genética Forense, do Departamento de Polícia Técnico-Científica, da Polícia Civil do Tocantins participarão do curso de capacitação em DNA, que acontecerá na próxima semana, de 7 a 9 de maio, em Palmas.

O curso é em parceria firmada entre a SSP e a Senasp, por meio de convênio firmado que conta ainda com o apoio da Academia de Policia Judiciária e o Instituto de Genética Forense.

O curso tem como objetivo firmar procedimento unificado para a coleta de vestígios e custódias vinculados aos exames de DNA, capacitando a melhor preservação dos elementos encontrados em local de crimes que serão utilizados pela Polícia Civil para materializar o fato ocorrido durante o crime.

Durante o curso, os peritos receberão um kit para coleta, armazenamento e transporte de vestígio destinados ao exame de DNA.

Este treinamento faz parte de uma série de ações do governo do Estado, por meio da Secretaria da Segurança Publica, visando capacitar os profissionais da área, em face da implantação do laboratório de DNA forense no Tocantins. “Com o objetivo de capacitar peritos criminais para melhor aperfeiçoar na realização de coleta de materiais e vestígios com possibilidade de realização de exame de DNA, com a gestão do Instituto de Genética Forense”, frisou, Nelson Tavares, superintendente da Policia Técnico-Científica.

A diretora do IGF esclarece ainda que, além de incriminar, o DNA tem sido utilizado para inocentar pessoas investigadas por crimes diversos. “Essa é uma forma eficiente da ciência para elucidar alguns tipos de crimes”, argumenta a Patrícia Bonilha. (Ascom SSP)