Estado

Foto: Divulgação

Elaborar o projeto que prevê Internet sem fio e gratuita para as cidades do interior do Estado do Tocantins. Esse foi o objetivo da reunião realizada na manhã desta segunda-feira, 7, na sede da Secretaria da Ciência e Tecnologia, em Palmas. Participaram representantes do governo do Estado, técnicos do Serpro – Serviço Federal de Processamento de Dados, e o deputado federal Irajá Abreu (PSD).

O deputado Irajá Abreu falou de seu projeto de implantar internet sem fio em 30 municípios. “A internet é instrumento de inclusão social e queremos expandir a rede sem fio e gratuita ao interior do Estado”, ressaltou Irajá Abreu ao propor parcerias com o Serpro, o Governo do Estado e os Municípios.

De início o projeto começa pelas cidades de Dianópolis, Pedro Afonso e Tocantinópolis. Uma equipe formada por técnicos do Serpro e do governo do Estado começam nesta segunda-feira, 7, a viagem aos três municípios para fazer um diagnóstico que vai apontar as necessidades de aquisição de equipamentos como, antena,rádio transmissor e provedor.

De acordo com o projeto as prefeituras adquirem os equipamentos e o Serpro ajuda na instalação e, faz a transferência de tecnologia aos técnicos dos municípios que vão cuidar da manutenção de toda a aparelhagem.

“O Serpro é uma empresa federal que tem como vocação o serviço público e estamos à disposição para ajudar com uma tecnologia eficiente e de baixo custo, é preciso que a prefeitura consiga a licença na Anatel – Agência de Telecomunicações, para que nós posamos implantar a internet sem fio e de graça para a população” informou o técnico do Serpro, Carlos Mon.

O secretário da Ciência e Tecnologia Borges da Silveira mostrou-se interessado e disse que vai reunir as Secretarias de Planejamento, Infra Estrutura e Unitins – Universidade do Tocantins para elaborar um programa de internet gratuita com a colaboração do Serpro.

“Nós temos o programa ‘Qualificando o Tocantins’ que vai ofertar cursos de capacitação nos 139 municípios tocantinenses e ainda os polos de Educação a Distância oferecendo cursos técnicos, de graduação e pós-graduação e, nós precisamos superar o problema de não termos internet de qualidade”, ressaltou Borges da Silveira.

Uma nova reunião deverá ser marcada para as próximas semanas, quando os técnicos do Governo do Estado e do Serpro deverão ter concluído o levantamento realizado em Dianópolis, Pedro Afonso e Tocantinópolis. (Ascom Sect)