Polí­tica

Foto: Divulgação

O senador João Ribeiro (PR) retornou à Brasília depois de uma semana de exames no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Nesta semana o senador segue em “repouso domiciliar” em seu apartamento funcional na capital federal. “Depois de uma semana de hospital, consegui dos médicos uma autorização para aguardar os resultados dos exames em casa, perto dos meus filhos”, disse João Ribeiro que deve retornar a São Paulo na próxima semana para um diagnóstico definitivo sobre a causa do descontrole da diabetes que teve na semana passada.

No último dia 28 de abril, logo após uma viagem a Miranorte, o senador tocantinense foi acometido de fortes dores nas pernas causadas por brusca alteração nos níveis de glicemia. Preocupados com a inexplicável hiperglicemia, os médicos que acompanham a família do senador em Palmas recomendaram que fosse para São Paulo para fazer exames completos.

Nada de Grave

Apesar dos primeiros resultados dos exames afastarem qualquer gravidade que justificasse a descompensação sanguínea, João Ribeiro decidiu continuar a investigação cujos resultados definitivos devem ser liberados na próxima terça-feira. “Além da diabetes, com a qual convivo há mais de dez anos, nunca tive qualquer problema de saúde. Me sinto bem disposto e já avisei ao presidente do Senado que estou disponível para as votações previstas para esta semana – MP´s e Lei Geral da Copa – no Plenário”, comentou o senador ao lado do seu filho caçula, João Antônio (foto).

Os médicos paulistas responsáveis pelo acompanhamento dos exames do senador decidiram liberar João Ribeiro pelo “nível de stress” do paciente no ambiente hospitalar. “Em casa, posso cuidar do João Antônio que nesta semana teve uma crise de asma em Brasília e faltou vários dias na escola. Além da distância do filho, a Cinthia (esposa) que me acompanhou todo tempo em São Paulo, também estava cansada do ambiente do hospital”, explicou o senador.

João Ribeiro espera voltar à rotina em Brasília e Palmas a partir da próxima semana. “Se meus médicos permitirem, ainda quero visitar a Agrotins antes do encerramento da Feira, previsto para o próximo dia 12, sábado”, revelou o senador.