Campo

Foto: Divulgação

A região Centro-Norte, principalmente as cidades de Pedro Afonso, Colméia e Guaraí tem grande potencial de produção de leite. As novas tecnologias e a importância de os produtores trabalharem em cooperativa foram tema de palestras nesta terça-feira, 22, durante o primeiro Seminário Agropecuário do Colégio Agrícola Dr. José de Souza Porto, de Pedro Afonso a 200 quilômetros de Palmas.

Cerca de 200 pessoas entre produtores rurais, técnicos agrícolas e estudantes participaram da abertura do evento no ginásio do colégio. A solenidade ainda contou com a presença do superintendente de Programas e Parcerias da Secretaria Estadual da Ciência e Tecnologia, Romão Miranda Vidal, do presidente da Coapa – Cooperativa Agroindustrial do Tocantins, Ricardo Khoury, do presidente do Sindicato Rural do Município, Edimar Correia de Oliveira, da secretária Municipal de Educação Alba Maria Brito, e do gerente da Unidade Bunge Açúcar, Álcool e Bioenergia de Pedro Afonso, Jerfeson Fernandes Hining.

O coordenador de agronegócio do Sebrae – Serviço Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, José Daniel Tavares, ministrou palestra sobre o Programa Balde Cheio, desenvolvido pelo Sebrae em parceria com o Governo do Estado e a Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Ele destacou a viabilidade e as vantagens da produção de leite com pastagem irrigada. “A pastagem irrigada é uma tecnologia bastante viável para o pequeno produtor porque proporciona alta produtividade de leite numa pequena propriedade aumentando o lucro do pecuarista.”

Já o representante da área leiteira na Coapa,Wanderlei de Souza apresentou o trabalho de estruturação da cadeia produtiva do leite. Por meio da cooperativa os produtores puderam melhorar o escoamento do produto e tiveram acesso as novas tecnologias na atividade leiteira.

O seminário Agropecuário do Colégio de Pedro Afonso, que é gerenciado pela Secretaria Estadual da Ciência e Tecnologia, acontece até esta quarta-feira, 23. Na programação ainda estão previstas palestras, mesa redonda e apresentação de experimentos desenvolvidos pelos alunos do colégio.

Segundo o superintendente de Programas e Parcerias da Secretaria da Ciência e Tecnologia, Romão Vidal, “o seminário faz parte da política de governo da Secretaria, que é de trazer a sociedade, técnicos e especialistas do setor para dentro das nossas unidades de ensino mostrando o quanto é importante investir na formação dos nossos futuros técnicos”, conclui. (Ascom Sect)