Educação

Os alunos do Colégio Estadual Jardim Paulista em Araguaina foram alvo de uma intoxicação alimentar como confirmou a Secretaria Estadual da Educação através de nota. A vigilância Sanitária está analisando amostras do bolo e das polpas de frutas que estariam contaminadas.

Os alunos com sintomas de intoxicação foram encaminhados para atendimento médico e muitos estão em observação na Unidade de Pronto Atendimento e no Hospital Regional de Araguaína.

Com relação à causa da intoxicação a Seduc culpou a direção da escola. “É o diretor da escola, como administrador escolar, o responsável por zelar pela seleção e vistoria dos alimentos utilizados na merenda”, alega a secretaria ao explicar que o sistema de gestão da merenda escolar é compartilhado.

Veja abaixo a íntegra da nota da Seduc.

Nota à imprensa

Assunto: Intoxicação Alimentar

Data: 28/05/2012

A Secretaria da Educação do Estado (Seduc) esclarece que a gestão das escolas públicas no Tocantins segue o modelo compartilhado. Nele, a Seduc fica responsável pelo repasse do dinheiro utilizado para a compra da alimentação escolar, mas é o diretor da escola, como administrador escolar, o responsável por zelar pela seleção e vistoria dos alimentos utilizados na merenda.

Sobre o caso de intoxicação alimentar no Colégio Estadual Jardim Paulista, em Araguaína, a Diretoria Regional de Ensino da cidade está tomando todas as medidas cabíveis para garantir que as crianças tenham o atendimento médico adequado e possam se restabelecer com a maior brevidade possível. Servidores da Diretoria e da escola acompanham o tratamento dos estudantes que estão em observação na Unidade de Pronto Atendimento e no Hospital Regional de Araguaína.

Amostras do bolo, supostamente contaminado, e da polpa de fruta, utilizada no preparo de um suco, adquiridos pela escola em uma padaria da cidade, foram encaminhadas para a Vigilância Sanitária, para análise. Todos os procedimentos para apuração das responsabilidades já foram tomados.

Ascom/Seduc-TO