Esporte

Acontece nesta terça-feira, 12, durante todo o dia, na sede da Sejudh - Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos,uma oficina para elaboração do projeto de realização da olimpíada indígena Karajá. A ação foi deliberada na última reunião do GTI - Grupo de Trabalho Intersetorial Indígena, ocorrida no dia 22 de maio.

Integrantes do GTI, debaterão a melhor forma de realização do evento, que segue com os objetivos de capacitar atletas e técnicos indígenas, melhorar as estruturas das escolas indígenas, das instalações dos postos de saúde e das vias de circulação entre as aldeias, além de melhorar e adquirir equipamentos esportivos. A olimpíada pretende percorrer os eixos da saúde, educação, esporte e geração de renda. Atualmente O GTI é coordenado pelo Ministério Público Federal e a Sejudh é responsável pela secretaria executiva.

Última reunião

Em sua última reunião, o GTI - Grupo de Trabalho Intersetorial Indígena, abordou o desenvolvimento de uma ação concreta de combate à vulnerabilidade que atinge a população indígena tocantinense. Participaram da reunião representantes da Secretaria Especial de Saúde Indígena e Funai, de Brasília, além de representantes de todas as etnias tocantinenses. (Ascom SJDH)