Educação

Foto: Divulgação

Em greve desde segunda-feira (11), os servidores Técnico-Administrativos da Universidade Federal do Tocantins (UFT) realizam a partir das 7h30, desta quinta-feira (14), um ato no portão de entrada do Câmpus de Palmas. A previsão é que manifestação semelhante aconteça também nos campus de Arraias, Araguaína, Gurupi, Miracema, Porto Nacional e Tocantinópolis.

A greve é nacional e acontece em conformidade com a orientação da Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras (FASUBRA). A categoria busca a melhora da qualidade da educação, por meio da destinação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação, além de melhores condições de trabalho, cumprimento de acordos firmados em 2007 e reposição salarial.

A greve dos Técnicos-Administrativos é independente do movimento grevista dos docentes, apesar de reivindicações semelhantes das duas categorias. Ao todo, a UFT possui mais de 600 técnicos, sendo cerca de 350 só no Campus de Palmas. A Universidade possui 904 docentes e mais de 16 mil alunos.

Por: Redação

Tags: Greve, Seção Sindical UFT, UFT