Estado

Foto: Divulgação

Em busca de uma solução extrajudicial para os conflitos, cerca de 100 pessoas estão na sede da Defensoria Pública em Dianópolis participando do Mutirão de Conciliação, que acontece nesta terça-feira, 19. A maioria dos acordos agendados refere-se à investigação de paternidade com realização de exames de DNA.

O Mutirão de Conciliação integra a Campanha Nacional “Ensinar, prevenir, conciliar: Defensores Públicos pela garantia extrajudicial dos direitos”, desenvolvida em comemoração ao Dia da Defensoria Pública, em todas as Diretorias Regionais da Instituição no Estado.

O defensor público geral, Marcello Tomaz de Souza, falou da importância da conciliação. “Conciliar é bom para a Justiça, mas é ainda melhor para o jurisdicionado, pois permite uma solução mais rápida e propicia a oportunidade de as partes terem autonomia na resolução dos conflitos. Atualmente, muitas situações têm sido resolvidas desta forma.Estima-se que em 70% das audiências pode ocorrer a conciliação, e queremos enfocar com esta ação a oportunidade de mães e filhos terem garantido o direito de fazer a perícia genética, o DNA, para que além de ter o direito da contribuição material, também o da aproximação entre pais e filhos”, afirmou Marcello Tomaz de Souza.

O diretor do Núcleo Regional de Dianópolis, Daniel Gezoni, explicou para os assistidos sobre o trabalho da Defensoria Pública na área de conciliação. “Uma dívida que não foi paga, um produto comprado estragado ou mesmo um desentendimento entre vizinhos. Estes são apenas alguns exemplos de situações corriqueiras, aparentemente simples, mas que podem virar uma briga eterna, inclusive com agressões físicas. Muita gente ingressa com ações na justiça e o caso pode demorar anos para ser resolvido. A conciliação é um caminho mais curto, com menos desgaste emocional; é um serviço público e gratuito e que tem resolvido e que pode resolver a maioria dos conflitos”, esclareceu Gezoni.

Atendimentos

Os atendimentos serão realizados até às 17h, no Núcleo Regional da Defensoria Pública em Dianópolis, localizado na Rua Bahia, quadra 56, lote 01, Bairro Novo Horizonte. Atendem à comunidade carente quatro Defensores Públicos. Os filhos dos assistidos também recebem atenção especial na Brinquedoteca da Instituição, que oferece atividades educativas e de lazer.

O Núcleo Regional da Defensoria Pública em Dianópolis engloba os municípios de Almas, Rio da Conceição, Conceição do Tocantins, Taipas, Porto Alegre do Tocantins, Novo Jardim, Ponte Alta do Bom Jesus, Arraias, Taguatinga, Aurora do Tocantins, Combinado, Lavadeira e Novo Alegre. (Ascom Defensoria)