Polí­tica

Durante a reunião que selou a aliança do Partido dos Trabalhadores à pré-candidatura da deputada Luana Ribeiro (PR), o prefeito de Palmas, Raul Filho (PT), ao usar a fala à frente dos delegados do partido, comentou sobre a recente notícia de uma possível composição que coloca o PMDB na chapa do governista Marcelo Lelis (PV). O prefeito, antes do evento desta noite, já havia antecipado que setores o PMDB estariam negociando com o governo para a composição visando a Prefeitura de Palmas neste ano.

Durante sua fala, o prefeito chamou a atenção do público para as movimentações de bastidores que dão o tom para as composições partidárias. Raul, na ocasião, se mostrou decepcionado com as movimentações que acabaram colocando a suplente de vereadora Cirlene Pugliese (PMDB) como possível candidata à vice-prefeita na chapa do PV. “Se a sociedade soubesse o que está acontecendo nos bastidores, certamente ficaria muito decepcionada”, completou.

Em tom mais áspero, o prefeito falou em respeito a ideologias e posicionamentos coesos no cenário político. Sem citar nomes, Raul Filho atacou políticos que mudam de posicionamento ideológico indiscriminadamente. “Deveríamos ter governantes que respeitassem preceitos de ética e não usar recursos para se aliar a ideologias que antes combatiam de forma visceral”, criticou.

O prefeito ainda questionou a motivação que levou o PMDB a anunciar possível apoio à candidatura de Lelis. De acordo com Raul, é preciso ser explicitado o que levou a esta reviravolta no cenário que derrubou a pré-candidatura do peemedebista Eli Borges. “Eu tive a notícia de que o PMDB possivelmente tenha feito uma aliança apresentando uma vice na chapa. Eu questiono: o que está por trás disto?”.

Entenda

Ainda na noite desta quarta-feira, o deputado estadual José Augusto Pugliese (PMDB) confirmou ao site Roberta Tum que as negociações com a base governistas estariam bastante adiantadas. O deputado reclamou, ainda, que o PT e o PR teriam isolado o PMDB das discussões visando composição.