Polí­tica

Foto: Divulgação

Seguindo a tradição de atrasos do dia, a convenção do Partido Verde também recebeu seu personagem principal com mais de duas horas de atraso. Já passavam das 17h20 quando o deputado estadual Marcelo Lelis, pré-candidato do partido à Prefeitura de Palmas, entrou no recinto do evento acompanhado pela candidata a vice, Cirlene Pugliese (PMDB), pelo presidente do PMDB, Júnior Coimbra, pelo secretário das Relações Institucionais, Eduardo Siqueira Campos, e pelos senadores Vicentinho Alves (PR) e Kátia Abreu (PR), além do deputado federal Eduardo Gomes (PSDB) e de deputados e lideranças dos partidos aliados.

Em uma estrutura montada no parque Cesamar, o primeiro a discursar no evento, foi Eduardo Siqueira que destacou a aliança que alçou o deputado Lelis ao posto de candidato à Prefeitura de Palmas neste ano. “A chapa escolhida por todos os líderes que são responsáveis por todos os líderes que integram a nossa coligação”, disse.

Remontando sua passagem pela gestão municipal, o secretário Eduardo Siqueira destacou a juventude de Lelis e frisou que também passou por desconfiança quando foi eleito o primeiro prefeito da capital. “Quando eu me candidatei as pessoas também diziam que não se podia deixar a prefeitura de uma capital nas mãos de um menino. Mas estavam enganados”, lembrou.

Sem citar diretamente a gestão do prefeito Raul Filho (PT), o secretário frisou que esta união ungida na tarde de hoje trará de volta a “esperança de vê-la renascer na competência e na beleza da mais jovem capital do Brasil”. Ainda sobre a aliança formada em torno da candidatura de Lelis, o secretário usou o esporte como metáfora e salientou que “nesta hora não importa qual a cor do time, mas quando convocados, jogam todos por um time só, que é Palmas”.

PMDB

Já o presidente estadual do PMDB, deputado estadual Junior Coimbra, elogiou a postura de Lelis desde o período de responsável pelo paisagismo da recém construída, Palmas. Além disto, o deputado explicou a tão questionada aliança com o PSDB de Siqueira Campos. “Não olhei o partido com lado político, lado A ou lado B. Eu tenho mais de 10 candidatos do PSD por todo este estado. Temos do PSB, do Democratas, etc”, disse.